Melhores Sites De Apostas

Alguém será capaz de impedir o penta de Hamilton? Continue ganhando dinheiro com o inglês em 2018!

Após as mudanças no regulamento da Fórmula 1, o piloto da Mercedes é ainda mais favorito para a próxima temporada.

Após três anos de domínio absoluto das pistas da Fórmula 1, a Mercedes finalmente teve o seu reinado ameaçado em 2017: a Ferrari deu um salto de qualidade impressionante, apoiada nas várias mudanças no regulamento, e chegou a ser uma ameaça real para a montadora alemã. Os italianos bem que tentaram, mas, no fim das contas, Lewis Hamilton conquistou o tetracampeonato com três corridas de antecedência. Um monstro! A temporada acabou, mas a pergunta fica: o que esperar da F-1 em 2018?

Claro que ainda é muito cedo para fazer qualquer previsão, mas a tendência inicial é de mais um ano com a Mercedes deitando e rolando. Os amantes do automobilismo que anseiam por disputas mais acirradas que me desculpem, mas essa é a realidade. A escuderia alemã conquistou todos os campeonatos de pilotos e construtores desde 2014, ano do surgimento dos motores V6 turbo híbridos, e deve mais uma vez dar as cartas em 2018.

A grande prova disso é o amplo favoritismo dado a Hamilton nas casas de aposta quando o assunto é o campeão do ano que vem. Segundo o Bet365, o piloto inglês é o principal candidato ao título - com odds de R$2,25 a cada real. Apesar de estar tão distante, vale colocar uma grana no tetracampeão? Veja o que esperar dos principais favoritos para o ano que vem. 

O que muda para 2018?

Antes de apontar os principais candidatos ao título, é preciso entender as mudanças que serão implementadas em 2018. Para começar, a informação mais importante é que a base do regulamento do ano passado será mantida. Para quem não se lembra, a categoria sofreu  profundas modificações no regulamento de 2016 para 2017 - quando passou a ser administrada pelo grupo Liberty Media.

Mesmo com a grande maioria das modificações mantidas, duas mudanças significativas podem influenciar diretamente na engenharia dos carros. A primeira é a obrigatoriedade do halo - uma estrutura sobre o cockpit destinada a proteger a cabeça do piloto de componentes grandes soltos se projetarem na sua direção. Embora toda a mudança que eleve a segurança seja bem-vinda, esse ‘trambolho’ certamente deve atrapalhar na questão aerodinâmica e será um grande desafio aos projetistas.

O que também caiu feito uma bomba no círculo dos pilotos foi a restrição das unidades motrizes por temporada. Se já havia reclamações este ano com quatro unidades para todas as 20 corridas, imagine utilizar apenas três em 21 GPs do ano que vem. Lamentável! As punições por mudanças excessivas nos carros podem ter um impacto direto no campeonato.

Mercedes vem ainda mais forte

Adivinhe qual foi a única equipe que apoiou a mudança para apenas três unidades motrizes (PU) em 2018? A Mercedes. Não precisa ser um gênio para entender o porquê: é graças a unidade motriz criada em 2014, no começo da era dos híbridos, que a equipe dominou a categoria - disparado a mais potente e econômica.

Se os principais concorrentes não foram páreo para os alemães podendo utilizar quatro delas, imagine apenas três em 21 corridas? Portanto, não é exagero dizer que os pilotos da Mercedes já começam a próxima temporada um passinho a frente dos demais. Ah, o anúncio de pneus mais macios por parte da Pirelli certamente vai ajudar no ‘calcanhar de Aquiles’ do carro em 2017 - o aquecimento dos pneus.

Grande desafio para a Ferrari

2017 foi marcado como o ano do renascimento da Ferrari. Apesar de Sebastian Vettel não ter faturado o título, a equipe voltou a ser protagonista e fez frente a toda poderosa Mercedes em grande parte da temporada. Como a essência do regulamento é a mesma para o próximo ano, a expectativa é de mais um salto de qualidade dos jovens engenheiros italianos.

A grande pedra no caminho da Scuderia é a restrição da unidade motriz. Como tornar o atual projeto mais potente e econômico se é preciso também torná-lo mais resistente e duradouro? Essa é a pergunta de um milhão de dólares. Pelo menos o time italiano já mostrou muito potencial e pode aproveitar a mudança do halo para dar um passo à frente das demais.

Pode ir de Hamilton (de novo)

Quem acompanha nossos textos de Fórmula 1 deve pensar que eu pareço uma ‘vitrola quebrada’ insistindo em Lewis Hamilton. Bem, se seguiu nossos prognósticos, você fez um bom dinheiro no ano passado… porque não manter a ‘pegada’ para 2018?

Se está procurando um investimento a longo prazo, este é excelente. O título de Hamilton em 2018 atualmente paga R$2,25 a cada real investido no Bet365. Aproveite agora, pois esses valores vão despencar daqui a algum tempo.

Favoritos para o título da temporada 2018 da Fórmula 1:

Odds em 06 de dezembro, segundo o Bet365

  • 1º Lewis Hamilton - R$ 2,25/ um
  • 2º Sebastian Vettel - R$ 4,33/ um
  • 3º Max Verstappen - R$ 5,00 / um
  • 4º Daniel Ricciardo - R$ 7,50 / um
  • 5º Valtteri Bottas - R$ 15,00 / um
  • 6º Fernando Alonso - R$ 15,00 / um
  • 7º Kimi Räikkönen - R$ 34,00 / um
  • 8º Pascal Wehrlein - R$ 34,00 / um
  • 9º Nico Hulkenberg- R$ 67,00 / um
  • 10º Carlos Sainz - R$ 67,00 / um
  • 11º Stoffel Vandoorne - R$ 101,00 / um
  • 12º Sergio Perez - R$ 201,00 / um
  • 13º Robert Kubica - R$ 201,00 / um
  • 14º Esteban Ocon - R$ 201,00 / um

Comments