Melhores Sites De Apostas

Prévia do GP do México coloca Hamilton favorito com 90% de lucro

Foto: Clive Mason / Getty Images

Com sete vitórias no campeonato e vindo de um triunfo da etapa dos Estados Unidos, o inglês Lewis Hamilton aparece mais uma vez como o mais cotado, desta vez para levar o GP do México neste domingo (30/10) e paga R$ 1,90 para cada real. Ele segue também na missão de tentar cortar a diferença para o líder, que hoje é de 26 pontos. Seu companheiro de equipe, Nico Rosberg, tem nove triunfos no ano e é o segundo na lista, dando R$ 2,37. Esta será a segunda edição seguida com uma etapa no país. No ano passado, Rosberg saiu com a vitória, seguido de Hamilton e Bottas.

Outros dois pilotos que já venceram nesta temporada, Daniel Ricciardo e Max Verstappen, ambos da Red Bull, garantem R$ 13,00 e R$ 15,00 respectivamente por um triunfo nesta corrida. Dos que ainda buscam o feito, Sebastian Vettel, da Ferrari, é o que aparece melhor, rendendo R$ 17,00. Caso algum outro piloto surpreenda, o jogador receberá no mínimo R$ 34,00.

Se a vitória é em grande parte concentrada nos pilotos da Mercedes, o pódio reserva uma dose maior de emoção e também retornos financeiros mais interessantes. Entre os favoritos, Hamilton e Rosberg dão R$ 1,22 e R$ 1,25 respectivamente por cada R$ 1,00, porém se os dois chegarem juntos ao pódio o retorno é de R$ 1,50. Outros fortes candidatos a estarem entre os três primeiros colocados são os representantes da Red Bull. Daniel Ricciardo rende R$ 2,10 pelo lugar, enquanto o Max Verstappen oferece R$ 2,20. Quarto colocado no campeonato, Vettel aparece logo atrás, dando R$ 2,50. A briga por um lugar entre os três primeiros traz um retorno melhor com os demais concorrentes. Kimi Raikonen (4.33), Sergio Perez (15.00) e Nico Hulkenberg (15.00) são os mais cotados para roubar uma dessas vagas. Qualquer outro nome faz o investidor faturar mais de R$ 34,00.

Para os brasileiros a realidade maior é a briga por um lugar na zona de pontuação. Felipe Massa, por exemplo, paga R$ 1,83 por cada real pelo feito.

Já os seis primeiros colocados do campeonato mais uma vez aparecem entre os mais cotados, pagando entre 11% e 28% de lucro caso consigam pelo menos pontuar na corrida. Além destes, Perez (1.40), Hulkenberg (1.50), Bottas (1.61) e Alonso (1.66) são outros que oferecem bons retornos por chegarem nas 10 primeiras posições.

Duelando diretamente pela conquista, a briga entre os pilotos da Mercedes é uma competição a parte. Com isso, quem acreditar que Lewis Hamilton chegará na frente de Nico Rosberg recebe R$ 1,66 em cada real. Caso o alemão leve a melhor, paga R$ 2,10. A situação se inverte quando falamos de quem vai levantar o caneco no fim da temporada. Com 331 pontos, Rosberg oferece R$ 1,16 se ficar com o título. O único que pode tirar sua conquista, o inglês Hamilton oferece R$ 4,50 caso consiga cortar a vantagem de 26 pontos do rival.

Disputa por equipes

Se a Mercedes faturar mais um GP neste domingo, os investidores ganham R$ 1,08 por cada real contra R$ 7,50 de um terceiro triunfo da Red Bull. Até agora, estas foram as únicas equipes a vencerem um Grand Prêmio nesta temporada. A Ferrari corre por fora e dá R$ 11,00 pela primeira conquista. Caso alguma outra equipe vença, o investidor vai receber no mínimo R$ 126,00 por cada real.

A Mercedes vem disparada na primeira posição de construtores, com 636 pontos, e já conquistou o título por equipes. Na sequência, aparecem duelando pelo segundo posto as escuderias da Red Bull, com 400, e Ferrari, com 347.

Alternativas de lucro

Outras opções interessantes de investimentos são os problemas que possam aparecer na corrida. Quem acreditar que a prova terá a entrada de safety car, por exemplo, fatura R$ 1,74 por cada real. Já o retorno mínimo para quem investir no primeiro a abandonar a prova é de R$ 13,00 em cada R$ 1,00, no caso do piloto Jolyon Palmer. Em seguida, aparecem Romain Grosjean, Jenson Button, Daniil Kvyat e Esteban Ocon que dão R$ 15,00 se forem os primeiros a deixarem a corrida do México. Pelas construtoras, a Renault paga R$ 7,50 se um piloto seu abandonar a etapa primeiro, enquanto McLaren e Haas rendem R$ 8,00. Caso a prova não tenha nenhuma desistência, o lucro é de R$ 17,00 em cima de cada real.

 

Comments