Melhores Sites De Apostas

Punido, Rosberg vê Hamilton vencer de ponta a ponta e encostar na classificação

Foi um fim de semana perfeito para Lewis Hamilton. Largando na pole position e correndo em casa, o inglês venceu o GP da Inglaterra e ainda viu seu companheiro de Mercedes, Nico Rosberg, ser punido pela organização da prova e acabar amargando apenas a terceira colocação. Com isso, os dois integrantes da mesma equipe agora estão separados por apenas um ponto na tabela de classificação da temporada – a pequena vantagem ainda é do alemão.

Os dias no Circuito de Silverstone foram incríveis para o inglês que vem mostrando muita força para correr atrás de Rosberg após um péssimo início de temporada. Hamilton, aliás, já é até favorito a levar a melhor no torneio entre os pilotos. De acordo com estatísticas do OddsShark.com/br, a cada dólar apostado no tricampeão, o apostador leva para casa 1,33. Já a aposta no alemão está pagando 3.40.

Correndo dentro de casa e largando na pole position, apenas uma pessoa poderia atrapalhar Lewis Hamilton: ele mesmo. Entretanto, o piloto que já foi considerado um pouco displicente no passado vem deixando claro temporada após temporada que sua cabeça está melhor do que nunca. Aos 31 anos, o inglês parece ter atingido a maturidade necessária para conseguir dar o máximo de si sem se arriscar.

Em Silverstone, a chuva apareceu forte ainda antes de a corrida começar. E chuva é bom sinal para Hamilton que, assim como seu ídolo Ayton Senna, não teme e até se sente confortável quando a pista está molhada. É verdade que não precisava estar tão encharcada como ficou neste domingo (10). As condições climáticas obrigaram o safety car a entrar na pista para auxiliar na largada dos pilotos.

Durante as seis voltas em que teve que conduzir o seu carro em menor velocidade, veio um dos poucos sustos de Hamilton na prova: por conta do forte spray ocasionado pela chuva, o piloto inglês quase colidiu com o veículo de segurança na penúltima volta antes de deixar a pista e autorizar o início efetivo do GP da Inglaterra.

Assim que o safety car apontou para o boxe, vários pilotos decidiram fazer o mesmo e correram para realizar o primeiro pit-stop. O motivo era trocar o pneu de chuva para o intermediário, já que a chuva deu uma trégua e alguns pontos da pista já começavam a secar. Foi neste momento que o brasileiro Felipe Massa viveu sua melhor fase.

Apagado pelo fraco desempenho do seu carro Williams, o sexto lugar foi a melhor posição alcançada por Massa. O brasileiro até realizou boas brigas por posições, mas no fim teve que fazer um último pit stop que não estava programado e acabou apenas com a 11ª colocação, sem marcar pontos. Seu alento foi ver o companheiro de equipe, Valtteri Bottas, acabar apenas em 14ª depois de ter largado em 6º. O finlandês rodou, saiu da pista e perdeu muitas posições com esse vacilo.

Inglês nos braços do povo

Enquanto pilotos buscavam se manter na pista e trocavam posições intermediárias, Lewis Hamilton desfilava sem grandes problemas lá na frente. Uma pequena escapada na metade da prova foi o momento mais preocupante para o inglês, que não foi ameaçado por Rosberg ou Max Verstappen, que ocuparam a segunda colocação em momentos distintos.

Após cruzar a linha de chegada em primeiro, Hemilton foi ovacionado pela torcida local e se jogou – literalmente – nos braços do povo. Quem terminou a corrida em segundo foi o seu companheiro de equipe, e o pódio foi completado por Verstappen. No entanto, o alemão teve que superar problemas no câmbio para se manter nessa posição. Até aí tudo bem, não fosse pelo fato de Rosberg ter recebido ajuda de sua equipe pelo rádio, o que desrespeita a nova regra da Fórmula 1 que limita a participação das escuderias nas decisões dos pilotos.

Com o fim da corrida, Rosberg foi convidado para uma reunião com os comissários de prova e eles decidiram punir o piloto alemão por “instruções não permitidas” oriundas de sua equipe. A pena foi a perda de 10s do seu tempo final e isso fez com que ele trocasse de posição com Verstappen e caísse para a terceira colocação (a pontuação caiu de 18 para 15).

Os três pontos a menos impactaram na classificação geral dos pilotos. Agora, ao invés de quatro pontos a favor de Rosberg, apenas um pontinho separa a dupla da Mercedes (168 a 167 para o alemão). Importante destacar a ótima fase vivida por Hamilton. Depois de não conseguir nenhuma vitória nas primeiras cinco corridas, o inglês conquistou quatro dos últimos cinco GPs. Ou seja, os ânimos do já esquentado clima entre os companheiros de equipe devem ficar ainda mais à flor da pele.

Comments