Melhores Sites De Apostas

Sempre favorito, Lewis Hamilton rende 53% aos apostadores se vencer em Monza

Chegamos à 14ª etapa do Mundial de Fórmula em mais um capítulo da incessante disputa entre Lewis Hamilton e Nico Rosberg pelo título. E o palco da vez será o mítico Grande Prêmio da Itália, no circuito de Monza, que é considerada a casa da Ferrari. Mas há tempos o vermelho da equipe de Maranello não é a cor da moda na categoria máxima do automobilismo mundial, quando a prata da Mercedes de Hamilton e Rosberg é o tom mais recorrente no degrau mais alto do pódio – cada um venceu seis corridas em 2016.

A largada está marcada para as 9h (horário de Brasília) do domingo. Mas a disputa pela pole position, no dia anterior, também é uma grande oportunidade para faturar. Além de ser favorito para vencer a prova, o atual líder do campeonato é o mais cotado para sair em primeiro, com o pagamento de R$ 1,57 por cada real investido, de acordo com o Oddsshark.com/br. Em caso de pole para Nico, o valor passa para R$ 2,38.

E para os ferraristas mais confiantes, há uma ótima oportunidade de lucro, caso Sebastian Vettel conquiste a melhor posição no grid, com a rentabilidade de 1500%. Já a cotação do companheiro de equipe do tetracampeão mundial, Kimi Raikkonen, é de R$ 21,00/R$ 1. Abaixo do time italiano, aparecem os pilotos da Red Bull, Daniel Ricciardo e Max Verstappen, ambos com 3400% de valorização sobre os investimentos.

No dia da corrida, a Fórmula 1 possibilita uma série de possibilidades no mercado de apostas. Sendo este um esporte em que nada mais importa do que ser o melhor, os pilotos e as equipes se orgulham de terminar em primeiro em qualquer tipo de disputa, inclusive de pit stop mais rápido. E o tricampeão Nelson Piquet cunhou uma famosa frase que define o espírito da categoria: “O segundo lugar é o primeiro dos últimos”.

PALPITE NO VENCEDOR

É notório que o grande interesse de todos é com relação ao vencedor do Grande prêmio da Itália. E assim como na maioria das etapas, o líder do campeonato e defensor do título, Lewis Hamilton, é tido, segundo as estatísticas do Oddsshark.com/br, como o favorito para cruzar a linha de chegada na primeira colocação, no que pagaria aos apostadores R$ 1,53 sobre cada real despendido.

Com 232 pontos na tábua de classificação, Hamilton sofre grande pressão dentro da própria casa, quando Rosberg, segundo lugar com nove pontos a menos, fará de tudo para não terminar o ano com o terceiro vice-campeonato consecutivo. O triunfo do alemão pagará R$ 3,25/R$ 1 aos investidores. E tudo pode acontecer na corrida, ainda mais se ambos largarem lado a lado.

Aliás, a rivalidade da dupla é uma preocupação recorrente na Mercedes, já que os dois se chocaram mais de uma vez ao longo da temporada. Mas para os fãs, há o deleite de lembrar as disputas de Ayrton Senna e Alain Prost, quando pilotavam para a McLaren e monopolizaram a Fórmula 1 em 1988 e 89.

Muito em função de a prova ser disputada em Monza, a Ferrari aparece como segunda força. Afinal, como já vimos anteriormente, não seria de espantar uma colisão entre Hamilton e Rosberg, no que abriria caminho para a vitória de Vettel ou Raikkonen. Enquanto a consagração do tetracampeão alemão vale R$ 15,00/R$ 1, a vitória do Homem de Gelo seria ainda mais lucrativa: R$ 19,00/R$ 1. No terceiro pelotão, estão Ricciardo e Verstappen, quando o triunfo de tanto um como o outro pagaria R$ 26,00/R$ 1. Na sequência, muito dinheiro à vista com as zebras mais robustas. É o caso das cotações de Force India, representada por Sergio Pérez e Nico Hulkenberg, com margem de lucro de 15000% para ambos; e da Williams, que tem Valtteri Bottas com rentabilidade de 30000% e Felipe Massa, com 40000%. Depois, temos os campeões Fernando Alonso e Jenson Button, da McLaren, com 50000%.

OUTRAS POSSIBILIDADES DE LUCRO

Além da vitória, dá para ganhar muito dinheiro com outras hipóteses, como, por exemplo, apostar no primeiro piloto a abandonar a corrida. Em Monza, segundo as projeções, o primeiro a voltar mais cedo para os boxes será o instável Daniil Kvyat, da Toro Rosso, quando este palpite irá render aos apostadores R$ 13,00/R$ 1.

Com relação à volta mais rápida, Lewis Hamilton lidera as estatísticas com a cotação de R$ 2,25/R$ 1. Outra boa oportunidade de lucro é acreditar que algum corredor fará a trinca pole position/volta mais veloz e vitória, no que garantiria a rentabilidade de 350%. Dá até para apostar se o Safety Car será acionado ou não na corrida. Se o carro madrinha entrar, o ganho é de R$ 1,67/R$ 1, mas se ele não sair da garagem, o investidor leva R$ 2,10/R$ 1.

Comments