Melhores Sites De Apostas

Alemanha lidera odds em Copa das Confederações quase “vazia” de campeões mundiais

Foto: Shaun Botterill/Getty Images

Das oito seleções que disputarão competição na Rússia, apenas alemães sabem o que é vencer uma Copa do Mundo; competição é realizada pela primeira vez sem o Brasil

Se você é daqueles que adora assistir à uma competição envolvendo seleções, prepare-se porque a Copa das Confederações está chegando. E que tal juntar o gosto pelo futebol com a arte de faturar uma grana com o mercado de apostas? Com menos de dois meses para o início da competição – 17 de junho a 2 de julho - na Rússia, vamos abordar aqui as curiosidades sobre o torneio preparatório para a Copa do Mundo de 2018, as oito seleções em disputa e, é claro, os favoritos e as zebras.

Não haveria outra forma de destrinchar a competição sem começar pelo atual campeão mundial. Tudo bem que isso ainda é motivo de muita dor de cabeça para nós brasileiros, mas vida que segue e a Alemanha, tetracampeã do mundo, é a seleção com maior cacife em território russo. Com a base da equipe que conquistou o título no Maracanã, em 2014, como Thomas Muller, Ozil, Tony Kroos, Neuer e Hummels, os alemães chegam como favoritos ao título. Caminhando a passos largos em relação à classificação para o Mundial através das Eliminatórias Europeias, a equipe do técnico Joachim Low é cotada em R$ 2,05 para cada real investido segundo dados do Bet365.

Integrante do Grupo B da Copa das Confederações, junto com Camarões (campeão da Copa Africana de Nações), Chile (campeão Copa América) e Austrália (campeã da Ásia), a Alemanha é a única seleção campeã mundial no torneio. É isso mesmo, pela primeira vez na história do torneio teremos apenas um campeão do mundo. Vale lembrar que em outras edições tivemos pelo menos dois, como:

Campeões mundiais participando da Copa das Confederações:
  • 1997: Brasil e Uruguai
  • 1999: Brasil e Alemanha
  • 2001: Brasil e França
  • 2003: Brasil e França
  • 2005: Brasil, Alemanha e Argentina
  • 2009: Brasil e Itália
  • 2013: Brasil, Espanha, Itália e Uruguai

Copa das Confederações sem o Brasil

Outro dado curioso é que pela primeira vez o Brasil não vai disputar o campeonato preparatório para o mundial. Estranho, não é?! A seleção canarinho, agora revigorada pelo técnico Tite, é tetracampeã do torneio (1997, 2005, 2009 e 2013. Vale lembrar que nas edições de 1993 e 1995, quando a Argentina representou a América do Sul, a organização não era da Fifa.

Sem Sampaoli, Chile tenta se reorganizar

Sem a força do futebol brasileiro, o país responsável por representar os sul-americanos é o Chile, bicampeão da Copa América em 2015 e 2016. Já sem Jorge Sampaoli, que está no Sevilla, da Espanha – mas que pode chegar a qualquer momento à seleção da Argentina - , os chilenos passam por um momento de instabilidade nas Eliminatórias Sul-Americanas. Apesar da quarta posição, que garante vaga direta ao mundial na Rússia, a Roja está um ponto à frente da poderosa Argentina – que hoje disputaria a repescagem – e sofre para ter sequência de bons resultados: em 14 jogos, foram sete vitórias, cinco derrotas e duas derrotas. Será uma ótima oportunidade para Alexis Sánchez e Vargas mostrarem todo o seu valor. No ranking das apostas, o Chile é a terceira força, tendo o título avaliado em R$ 5,00 para cada real investido.

Após surpreender na Eurocopa, Portugal busca novo feito

Se está esvaziada de campeões mundiais, ao menos a Copa das Confederações terá a presença do atual melhor jogador do mundo. Pois é, Cristiano Ronaldo é presença garantida no torneio após alcançar um feito inédito com o seu país. O craque do Real Madrid comandou os lusos ao primeiro título da Eurocopa, em 2016, e assegurou a vaga para competição russa. Com CR7 em campo, os portugueses são vistos como segunda potência na oitava edição, com o caneco avaliado em R$ 3,95.

Portugal está no Grupo A, que ainda conta com a anfitriã Rússia, Nova Zelândia, campeã na Oceania, e México, campeão da Copa Ouro. Como se pode ver, os lusos devem disputar vaga no mata-mata contra os russos, que tentarão não decepcionar seus torcedores, e os mexicanos, que sempre são adversários duros de se bater.

México já sentiu o gostinho de ser campeão da Copa das Confederações

Por falar no México, ele é o único entre os oito países a disputarem o torneio a já ter vencido a Copa das Confederações. Mais uma vez péssima lembrança aos brasileiros, que já a seleção canarinho foi derrotada por 4 a 3 em 1999.

Ainda sem perder nas Eliminatórias da Concacaf, a seleção El Tricolor vem embalada depois de duas vitórias entre março e abril e lidera o qualificatório, com três pontos de vantagem sobre a Costa Rica, a vice-líder. Sinal de que a equipe de Chicharito Hernández está com o caminho livre para mais uma disputa da Copa do Mundo. Já nas Confederações, a cotação elevada de R$ 11,17, acima, por exemplo, dos russos (R$ 9,08), que não têm tradição no futebol, faz dos mexicanos uma boa dica a serem candidatos à zebra. Isso só fica fora de campo, pois como sabemos, quando eles encaram seleções mais poderosas, costumam engrossar o caldo – que diga o Brasil.

odds para Campeão da Copa das Confederações 2017:

Odds em 20 de abril, segundo o Bet365

  • Alemanha – R$ 2,05
  • Portugal – R$ 3,97
  • Chile – R$ 5,00
  • Rússia – 9,08
  • México – 11,17
  • Camarões – R$ 14,50
  • Austrália – R$ 48,00
  • Nova Zelândia – R$ 354,00

Comments