Melhores Sites De Apostas

Atlético Nacional e Del Valle decidem a Libertadores

Nesta quarta-feira (20/07), a Copa Libertadores da América começa a escrever um capítulo inédito na sua história. Pela primeira vez, o torneio terá uma decisão entre um time da Colômbia e outro do Equador. Atlético Nacional-COL e Independiente del Valle-ECU fazem o primeiro jogo da final no Estádio Olímpico Atahualpa, em Quito, Equador, às 21h45.

As duas equipes são marcadas pela disciplina tática e por não contar com nenhuma grande estrela no elenco. Com um time bem compactado e um toque de bola rápido, o Atlético Nacional conta com Guerra e Macnelly Torres na armação das jogadas. Já a esperança de gols fica em Borja. Contratado para a fase final da competição, o atacante colombiano marcou quatro gols na semifinal contra o São Paulo. O trio é fundamental para tentar surpreender os donos da casa, assim como fizeram contra o clube brasileiro.

Sem desfalques, o Atlético Nacional deve entrar em campo com: Armani, Bocanegra, Sanchez, Henriquez e Diaz; Mejía, Pérez, Macnelly Torres, Guerra e Marlos Moreno; Borja. Técnico: Reinaldo Rueda. 

Já o Independiente del Valle tem um estilo de jogo bem parecido, mas busca explorar a velocidade dos seus jogadores nos contra-ataques. Apesar disso, a equipe também conseguiu demonstrar que tem capacidade de envolver o adversário, mesmo quando precisa buscar o placar. Prova disso foram as partidas contra o Boca Juniors, quando saiu atrás e buscou as viradas.

Em seu esquema, o atacante Bryan Cabezas é um dos principais articuladores de jogadas da equipe equatoriana. Além dele, o meia Junior Sornoza e o atacante Jose Angulo merecem destaque. Ambos já marcaram 6 gols na competição.

A Provável escalação do Del Valle é: Daniel Librado Azcona, Christian Núñez, Luis Caicedo, Arturo Mina e Luis Ayala; Jefferson Orejuela, Mario Rizotto, Bryan Cabezas e Junior Sornoza; Julio Angulo e José Angulo

Com equipes equilibradas, o Del Valle aparece um pouco mais cotado para esta primeira final. Uma vitória da equipe pagará R$ 2,50 para cada real investido. Já quem acreditar no triunfo do visitante Atlético Nacional receberá R$ 3,00. O Empate também renderá R$ 3,00.

Atlético Nacional com melhor campanha

Com muito mais presenças na Libertadores, os colombianos do Atlético Nacional chegam pela terceira vez à final, em 18 participações. Seu melhor desempenho foi em 1989, quando foi campeão derrotando o Olímpia, do Paraguai. Toda essa experiência tem feito a diferença nesta edição, que o time chega a final com a melhor campanha. Em 12 jogos disputados foram nove vitórias, dois empates e apenas uma derrota.

Na fase de grupos, o Atlético Nacional se classificou com muita tranquilidade. Terminou em primeiro colocado com cinco vitórias e um empate. Marcou 12 gols e não sofreu nenhum.

No mata-mata, o Atlético Nacional eliminou o Huracan-ARG, Rosário Central-ARG e São Paulo-BRA. Começou todas decidindo fora de casa. O melhor desempenho foi contra a equipe brasileira, quando venceu por 2 a 0 e ficou bem próximo da classificação. Já contra os argentinos voltou para casa com empate de 0-0 e derrota por 1-0. Essa derrota para o Rosário foi a única até aqui na competição.

Do outro lado está o inexperiente Del Valle. Participante pela terceira vez da principal competição sul-americana, a revelação equatoriana chega a sua primeira final e sonha repetir o feito da LDU em 2008.

Na pré-libertadores, o time passou pelo Guarani-PAR após vencer por 1 a 0 e perder de 2 a 1 fora. Já na fase de grupos ficou com o segundo lugar. Venceu três partidas, empatou duas e perdeu apenas uma, para o Atlético MG. Fez 7 gols e sofreu apenas 4.

O Del Valle passou todo o playoff com o primeiro jogo em casa. Com a necessidade de sempre ter que construir o placar, a equipe sempre marcou dois gols na partida de ida. Conta o River Plate, vitória por 2 a 0. Já diante de Pumas e Boca Juniors, o resultado foi 2 a 1.

Retrospecto nas finais

Se for pensar no histórico recente de decisões, Independiente del Valle terá que tentar fazer o resultado já no Equador. Nas últimas dez finais de Libertadores, em metade delas a partida de ida terminou empatada. Dessas cinco, apenas em uma o visitante da partida de volta foi campeão. Além delas, em duas o visitante do primeiro jogo saiu vencedor - o Internacional, em 2006 e 2010. Nas duas ocasiões, o time brasileiro saiu campeão. Já nas três vezes que os donos da casa venceram a partida de ida, em duas levantaram a taça no jogo seguinte.

A expectativa para esta quarta-feira é de gols. Além do desempenho ofensivo das duas equipes, em apenas uma das últimas 18 decisões o jogo terminou empatado sem gols. No entanto, nos últimos 10 anos, apenas em 2007, quando o Boca Juniors venceu o Grêmio por 3 a 0 que um time não derrota o outro por três ou mais gols de diferença.

Comments