Melhores Sites De Apostas

Está chegando a hora! Saiba como será o caminho dos principais concorrentes ao título mundial na Rússia

Chave do Brasil está entre as mais fáceis, e equipe de Tite não deve passar apuros.

Com as 32 seleções participantes já definidas e os grupos devidamente sorteados, a hora da verdade se aproxima, e o que todos se perguntam é quem estará no topo do futebol mundial pelos próximos quatro anos. O chaveamento da Copa do Mundo da Rússia não foi dos piores para o Brasil, que tem todas as condições de avançar de fase sem maiores sofrimentos. Para outras equipes consideradas favoritas, no entanto, o percurso poderá ser um pouco mais espinhoso.

Confira quais serão os desafios dos principais postulantes ao título.

Alemanha

Campeã mundial em 2014, a seleção da Alemanha é a mais cotada para voltar a conquistar o título na Rússia de acordo com as cotas do Bumbet, oferecendo um retorno de R$ 5,50/R$ 1,00. O chaveamento, no entanto, não foi muito favorável para os germânicos. A equipe dirigida por Joachim Löw está no Grupo F, com México, Suécia e Coréia do Sul.

Os mexicanos sobraram nas Eliminatórias da Concacaf, encerrando sua participação com cinco pontos de vantagem sobre a segunda colocada, Costa Rica, e apenas uma derrota em dez jogos. É uma equipe que tem vasta experiência internacional, e que se mostrou muito competitiva na Copa das Confederações, quando avançou até as semifinais. No entanto, caiu diante dos próprios alemães com uma goleada por 4x1. Deverá brigar contra a Suécia pela segunda vaga para as oitavas, e se conseguir a classificação pagará R$ 6,50 por cada real apostado.

A tradicional seleção da Suécia volta a uma Copa após 12 anos credenciada pela vitória diante da Itália na repescagem europeia. Forte coletivamente, a equipe ainda poderá ganhar o reforço de Ibrahimovic, o que a colocará um patamar acima na disputa. Caso avance de fase, garantirá um lucro de 650%.

Os classificados desta chave enfrentarão as seleções que passarem no Grupo E, onde está o Brasil. Isto significa que poderemos ter uma revanche dos 7x1 de 2014 ainda nas oitavas-de-final.

Brasil

Pelo menos na teoria, o sorteio favoreceu o escrete canarinho, que enfrentará três equipes sem grande protagonismo no futebol mundial. A segunda seleção mais cotada para a conquista do título, com um retorno de R$ 6,00/R$ 1,00, terá Suíça, Costa Rica e Sérvia como primeiros adversários em sua caminhada rumo ao hexa.

Os confrontos mais procupantes serão contra os europeus. A Sérvia se classificou em primeiro lugar no Grupo D das Eliminatórias, deixando para trás Irlanda e País de Gales. A Suíça, por sua vez, dominou o Grupo B até a última rodada, quando foi derrotada por Portugal, e teve que disputar a repescagem contra a Irlanda do Norte. Esta será a segunda Copa disputada pelos sérvios como um país independente. Em 2010, caíram na primeira fase, mas não sem antes aprontarem para cima da Alemanha, com uma vitória por 1x0. Já os suíços, chegam para a sua 11ª Copa, mas o máximo que conseguiram foi avançar até às quartas-de-final em 1954, quando foram o país-sede. Segundo o Bumbet, proporcionarão um lucro de 600% se avançarem de fase, enquanto uma eventual classificação da equipe do leste europeu pagará R$ 9,50/R$ 1,00.

A Costa Rica, que foi a segunda melhor equipe das Eliminatórias da Concacaf, e já perdeu duas vezes para o Brasil, em 1990 e 2002, corre por fora, e devolverá 19 vezes o valor investido se chegar às oitavas. Vale lembrar que os representantes da América Central surpreenderam em 2014, e foram eliminados apenas nas quartas-de-final.

França

A seleção da França caiu no Grupo C, com Austrália, Peru e Dinamarca, três seleções oriundas das repescagens. Os vice-campeões europeus chegarão com moral à Rússia, e se conquistarem o bicampeonato mundial proporcionarão ao apostador um lucro de 550%.

A Dinamarca conta com um time bastante burocrático, mas que pode surpreender caso seu principal jogador, o meia Eriksen, esteja em um dia inspirado. Ele foi o grande artífice da classificação do país, com três gols na repescagem contra a Irlanda do Norte. Se avançar para as oitavas, o investidor receberá 5,5 vezes o montante apostado.

O Peru volta a uma Copa do Mundo após 32 anos, mas muito provavelmente não terá seu craque, o atacante Guerrero, que está suspenso por ter sido flagrado em um exame antidoping. Isto diminuiu sensivelmente suas chances de classificação, mas se ela vier o apostador lucrará 800%.

Pelo que apresentou na Copa das Confederações, a Austrália não chega a tirar o sono dos Bleus. A equipe da Oceania, que disputa as Eliminatórias pela Ásia, caiu ainda na primeira fase, sem vencer uma partida sequer. A vaga para a Copa também foi conquistada à duras penas, com uma vitória apertada sobre a Síria. O que pesa a seu favor é a experiência de quem chega ao terceiro mundial consecutivo. O retorno para a classificação será de R$ 19,00/R$ 1,00.

Espanha

Depois de uma campanha decepcionante em 2014, quando caiu ainda na primeira fase, a Fúria foi prejudicada por não estar entre as cabeças-de-chave, e enfrentará outra seleção favorita ao título, Portugal, ainda na fase de grupos. O retorno pela conquista do título será de R$ 8,00/R$ 1,00 para os espanhóis, e R$ 26,00/R$ 1,00 para os portugueses, e a classificação para as oitavas de final pagará R$ 1,52/R$ 1,00 e R$ 2,80/R$ 1,00, respectivamente, de acordo com o Bumbet.

O lado bom desta história é que as duas outras seleções do Grupo B, Marrocos e Irã, dificilmente atrapalharão a vida dos favoritos, o que torna esta chave uma das mais previsíveis. Caso os marroquinos consigam surpreender, o apostador receberá 17 vezes o valor investido, enquanto uma eventual classificação dos iranianos pagará incríveis R$ 23,00 para cada real aplicado.

Outrights para a conquista do título

Odds em 6 de dezembro, segundo o Bumbet

  • Alemanha – R$ 5,50
  • Brasil – R$ 6,00
  • França – R$ 6,50
  • Espanha – R$ 8,00
  • Argentina – R$ 9,00
  • Bélgica – R$ 11,00
  • Inglaterra – R$ 17,00
  • Portugal – R$ 26,00
  • Uruguai – R$ 34,00
  • Colômbia – R$ 34,00
  • Rússia – R$ 34,00
  • Croácia – R$ 41,00
  • Polônia – R$ 51,00
  • Dinamarca – R$ 81,00
  • México – R$ 81,00
  • Suíça– R$ 81,00
  • Suécia– R$ 101,00
  • Senegal– R$ 126,00
  • Egito – R$ 151,00
  • Islândia – R$ 151,00
  • Sérvia – R$ 151,00
  • Japão – R$ 201,00
  • Nigéria – R$ 201,00
  • Peru – R$ 201,00
  • Costa Rica – R$ 251,00
  • Austrália – R$ 301,00
  • Irã – R$ 301,00
  • Marrocos – R$ 301,00
  • Coréia do Sul – R$ 401,00
  • Tunísia – R$ 501,00
  • Panamá – R$ 1001,00
  • Arabia Saudita – R$ 1001,00

Comments