Melhores Sites De Apostas

Fase invicta com Tite faz Brasil potencializar odds na corrida pelo título da Copa do Mundo

Hexa pode gerar lucro de 800% entre os investidores; Alemanha segue favorita para o torneio na Rússia 

Faltando pouco mais de um ano e meio para a Copa do Mundo da Rússia, cravar quem levantará o troféu de campeão na cidade de Moscou, no dia 15 de julho de 2018, é uma das principais ambições dos investidores e das casas de apostas em todo mundo. Os odds das seleções que provavelmente estarão na maior competição de futebol do mundo variam de acordo com o atual momento delas. E uma, em específico, parece ter encontrado sua forma de jogar e promete ser umas grandes perseguidoras da almejada taça. Trata-se da Seleção Brasileira, que após um extenso período de turbulência desde o fatídico 7 a 1, diante da Alemanha, há pouco mais de dois anos, e que inclui seguidas eliminações precoces na Copa América (2015 e 2016), voltou à rota de vitórias e já lidera as Eliminatórias Sul-Americanas. 

Há quatro meses, sugerir um eventual hexacampeonato para o Brasil era considerado antagônico, devido as circunstâncias da instável equipe. No entanto, desde a chegada do técnico Tite e da mudança de postura dos atletas, a seleção parece ter tomado o antigo e glorioso rumo. De sexto colocado ao fim do primeiro turno do torneio qualificatório, correndo sério risco de ficar de fora da Copa do Mundo, o time verde e amarelo engatou uma incrível sequência de seis vitórias com o ex-técnico do Corinthians. Um dos ápices foi a esmagadora goleada sobre a Argentina por 3 a 0, em novembro, no Mineirão. 

Com o retorno das vitórias e, principalmente, da confiança com o manto brasileiro, alguns jogadores que estavam apáticos em suas atuações com o Brasil, como o experiente Dani Alves, voltaram a ter um papel de destaque. Já Neymar, por exemplo, assumiu a responsabilidade de líder técnico e passou a comandar a equipe dentro de campo. Outros, como Philippe Coutinho e Gabriel Jesus, este artilheiro brasileiro nas Eliminatórias com cinco gols, agarraram a primeira oportunidade que tiveram e já são considerados imprescindíveis na formação canarinho. 

O impacto também foi sentido entre os apostadores e em relação aos odds para a Copa do Mundo, uma vez que o Brasil diminuiu em R$ 0,50 a vantagem da favoritíssima e atual campeã Alemanha. De nona colocada, em julho passado, a agora vice-líder do ranking da FIFA com 1544 pontos, a Seleção é cotada em R$ 9,00 para cada real investido, de acordo com o Bet365.com. Se o país confirmar o título, por exemplo, o lucro chega a 800%, mais precisamente em R$ 8,00. Para se ter uma ideia, uma aposta de R$ 100 gera um rendimento de R$ 900, sendo lucratividade de R$ 800. 

Outras duas seleções dividem cotações semelhantes às do Brasil, porém vivem situações distintas. A primeira, a Argentina, que ao contrário do eterno rival, caiu de produção desde as seguidas derrotas para o Chile na Copa América e está cercada em uma crise entre dirigentes e jogadores. Apesar da avaliação de R$ 9,00, a seleção albiceleste, de Messi, Aguero e companhia, é vista com certa desconfiança, já que ocupa apenas a quinta posição nas Eliminatórias. Se a competição terminasse agora, os hermanos, que ainda lideram o ranking mundial 1634 pontos, disputariam a repescagem. Já a França, campeã da Copa do Mundo de 1998, parece ter encontrado jogadores talentosos que finalmente “deram liga”, como diz a gíria do futebol. Mesclando a juventude de Antonie Griezmann, do Atlético de Madrid, e Pogba, do Manchester United, com a experiência de Evra, da Juventus, Sagna, do Arsenal, e Lassana Diarra, do Olympique de Marselha, os “Blues” são uma boa aposta – também cotados em R$ 9,00 – em razão do vice-campeonato da Eurocopa e a atual liderança tranquila nas Eliminatórias Europeias. 

De todas as seleções, a que mais inspira confiança é a Alemanha. Nem mesmo a eliminação na última Euro para a França, durante a semifinal, tirou o seu favoritismo ao título da Copa, que é avaliado em R$ 5,50 para cada real investido. Desde que alcançou o tetracampeonato no Brasil, os alemães, atuais terceiros colocados no ranking da FIFA, têm se mantido em alto nível e ganhado cada vez mais entrosamento. Com uma safra interminável de ótimos jogadores, como Toni Kroos, Thomas Muller, Ozil, Manuel Neuer, Marco Reus, Ilkay Gundogan, Draxler e Sané à disposição, o técnico Joaquim Low tem tudo para levar a equipe europeia a mais uma fase decisiva do mundial. 

Atual campeã da Eurocopa, Portugal é a nona colocada quando o assunto é odd. A seleção comandada pelo galáctico Cristiano Ronaldo é cotada em incríveis R$ 29,00, ficando atrás da Espanha, com R$ 10,00; da surpreendente Bélgica, com R$ 15,00; e de Itália e Inglaterra, que são avaliadas em R$ 17,00, cada. 

Comments