Melhores Sites De Apostas

Palmeiras quebra jejum de 19 anos, derrota o Inter fora de casa e se mantém na ponta

Vitória sobre o Colorado no Beira-Rio faz alviverde abrir três pontos para o vice-líder Corinthians, que ficou no empate contra o São Paulo

A espera foi longa, mas o Palmeiras voltou a vencer o Internacional no estádio Beira-Rio após 19 anos. O fim do jejum veio neste domingo (17), com o placar de 1 a 0 e gol do atacante Erik, ainda no primeiro tempo, que estragou a festa da torcida colorada com a estreia do ídolo e técnico Paulo Roberto Falcão. A vitória em Porto Alegre fez o time alviverde alcançar os 32 pontos na tabela e assegurar a liderança isolada do Brasileirão 2016 após 15 rodadas. O Verdão tem três pontos de vantagem sobre o vice-líder Corinthians, que tropeçou em seu território, a Arena Corinthians, diante do São Paulo, em 1 a 1.

O embate contra o Colorado marcou a despedida do goleiro Fernando Prass e do atacante Gabriel Jesus, que vão defender, nas próximas semanas, a Seleção Brasileira na busca pelo inédito ouro olímpico na Rio 2016. A dupla, que pode perder até seis jogos do campeonato nacional caso a seleção canarinho avance à decisão dos Jogos Olímpicos, tratou de ter performance segura. O destaque foi o jovem Gabriel, que com boa movimentação, abriu espaços na defesa do Inter, criando as principais jogadas do Palmeiras, e ainda deu uma assistência aos 10 minutos da primeira etapa para Erik abrir o marcador.

Mesmo com Falcão tentando fazer de tudo para empatar - como, por exemplo, colocando Valdivia no segundo tempo e deixando o time mais ofensivo -, o Palmeiras neutralizou as principais jogadas dos donos da casa. Prass fez apenas uma única defesa difícil. De resto, o Verdão do técnico Cuca manteve-se com a marcação forte e saiu do Rio Grande do Sul com os três pontos e o primeiro lugar na competição.

No Majestoso, o Corinthians não foi eficaz contra o São Paulo e terminou no 1 a 1, deixando o rival Palmeiras escapar na tabela. Desorganizado, o Timão não esteve em um dos seus melhores dias e ainda precisou correr atrás do placar após o são-paulino Cueva, de pênalti, abrir o marcador para o Tricolor aos 15 minutos. O peruano fez linda jogada pelo lado esquerdo, mas foi derrubado pelo corintiano Yago. Ele mesmo pegou a bola e anotou o gol dos visitantes. Porém, seis minutos mais tarde, ainda no primeiro tempo, Bruno Henrique aproveitou a rebatida da defesa Tricolor e, de cabeça, em momento de puro reflexo, empatou o jogo. Com o resultado, o São Paulo está na 8ª posição, dez pontos atrás do líder.

Terceiro colocado do Brasileirão com 27 pontos, o Grêmio viajou a Recife para encarar o instável Sport e voltou com uma derrota na bagagem. Os gaúchos sentiram a força dos pernambucanos na Ilha do Retiro, que com boa atuação do meio de campo Diego Souza, autor de dois gols, venceram por 4 a 2 e finalmente derrubaram a sequência negativa de três derrotas consecutivas. Serginho e Edmilson marcaram os outros gols do Sport, enquanto o zagueiro Pedro Geromel descontou duas vezes para os gremistas. Com a vitória, o time de Pernambuco subiu para os 15 pontos, mas ainda segue na zona da degola, na 17ª posição. Um ponto o separa do primeiro time fora do Z-4, o Figueirense, 16º colocado.

Se o Grêmio não conseguiu manter a sequência positiva e seguir o embalado Palmeiras, o mesmo não se pode dizer do Santos, que segue forte. Com futebol envolvente, o Peixe derrotou a Ponte Preta por 3 a 1, com gols de Victor Ferraz, Gabriel e Vitor Bueno, na Vila Belmiro. A equipe do técnico Dorival Júnior, que no duelo contra a Macaca teve o retorno do goleador Ricardo Oliveira, está um ponto atrás do Tricolor Gaúcho. Já o time de Campinas é o sétimo, com 23 pontos.

Em jogo morno, o Atlético-PR não embalou sua terceira vitória consecutiva e ficou no 1 a 1 com o Vitória, na Arena Baixada. Os paranaenses anotaram o centésimo gol em seu estádio, com Pablo, mas tiveram a festa estragada ao verem o lateral Diego Renan fazer o gol visitante. Assim, o Furacão está em quinto, com 24 pontos, cinco a mais que os baianos, que ocupam a 14ª colocação. Ainda no Sul do país, o Figueirense, 16º colocado com 16 pontos, e a Chapecoense, 13ª com 19 pontos, fizeram o clássico de Santa Catarina, no Orlando Scarpelli, que terminou em mais 1 a 1 na rodada. Rafael Moura abriu o placar para os alvinegros, mas Dener igualou para o Verdão do Oeste.

No Rio de Janeiro, Botafogo e Flamengo fizeram um clássico recheado de gols, mas que culminou em mais um empate na 15ª rodada. Depois de sair perdendo por 3 a 1, o Fogão do técnico Ricardo Gomes, que fazia sua estreia na Arena Botafogo, na Ilha do Governador, no Rio, buscou a igualdade na raça. Diego Barbosa, Neílton e Salgueiro balançaram as redes pelo lado dos botafoguenses, enquanto Everton, Paolo Guerrero e Jorge marcaram pelo lado rubro-negro. Com o resultado, o Flamengo deixa escapar a oportunidade de encostar no G-4, já que está na sexta posição com 24 pontos, dois a menos que o Santos, o quarto colocado. Enquanto isso, o time da estrela solitária segue com campanha modesta, sendo o 15º colocado, com 17 pontos.

Outro carioca, o Fluminense, voltou a sorrir após três jogos sem vitórias (uma derrota e dois empates). O Tricolor, que mandou seu jogo em Edson Passos, estádio do América-RJ, derrotou o Cruzeiro, com gols de Cícero e de Marcos Júnior. Com isso, Levir Culpi respira mais aliviado no cargo do Flu e vê sua equipe subir para a 9ª posição, com 21 pontos. Já o Cruzeiro continua em péssima fase, ocupando a zona do rebaixamento, sendo o 18º com 15 pontos. Para piorar, o atacante Riascos mostrou toda sua insatisfação logo após o embate e “incendiou” o vestiário mineiro.

A situação dos times mineiros é ainda pior se formos citar o América-MG, último colocado da competição com apenas oito pontos. Mesmo jogando diante de seus domínios, no estádio Independência, a equipe foi presa fácil para o Santa Cruz e saiu mais uma vez derrotada. Com gols de Tiago Costa, Marcílio e Arthur, o time coral goleou por 3 a 0 os lanternas e pulou para o 14º lugar, com 17 pontos.

Galo e Coxa fecham a 15ª rodada

Instável no Brasileirão, o Atlético-MG, 11º com 20 pontos, tenta a partir desta segunda-feira (18) engrenar na competição e iniciar a busca pelo G-4. Com forte elenco, a equipe do técnico bicampeão brasileiro Marcelo Oliveira recebe o Coritiba, 19º com 15 pontos, no Independência, às 20h. O Galo terá algumas mudanças em relação ao time que perdeu para o Flamengo, no jogo passado, em Brasília. As principais novidades são os retornos de Fred, que cumpriu suspensão, e ainda Maicosuel, que ganhou vaga de Clayton no meio de campo. O argentino Lucas Pratto, recuperado de contusão, ficará à disposição no banco de reservas.

De acordo com o site de probabilidades OddsShark.com/br, o Galo está cotado a R$ 1,11. Isso significa que caso o time mineiro vença, os jogadores/investidores terão lucro de R$ 0,11 a cada R$ 1 investido. Uma vitória paranaense, que está cotada a R$ 2,32, gera lucro bem maior, de R$ 1,32. Já o empate entre as equipes está cotado em R$1,19.

Comments