Melhores Sites De Apostas

Santos segura líder Palmeiras em noite de quebra de recorde no Allianz Parque

O Palmeiras perdeu o 100% de aproveitamento jogando em casa no Brasileirão 2016 ao tropeçar diante do Santos nesta terça-feira (12), em São Paulo, no clássico da 14ª rodada do campeonato nacional. Em noite de recorde de público no Allianz Parque (40.035 torcedores), o alviverde imponente ficou no 1 a 1 com o Peixe após ter duas baixas ao longo da partida – Mina e Moisés saíram lesionados ainda no primeiro tempo – e viu sua vantagem na liderança do torneio (29 pontos) diminuir para apenas um ponto diante do arquirrival e vice-líder Corinthians. Já o Santos retorna ao G-4, com 23 pontos, mesmo número de pontos de Atlético-PR, Flamengo e Ponte Preta. Porém, o alvinegro praiano leva vantagem no critério de desempate (saldo de gols).

Sob os olhares do novo técnico da seleção brasileira Tite, que compareceu ao confronto na capital paulista para observar jogadores visando as próximas convocações para as eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, na Rússia, Palmeiras e Santos não fizeram uma partida tecnicamente brilhante. No entanto, não faltou disposição para as duas equipes ao longo dos 90 minutos, mostrando por que a rivalidade entre as equipes é atualmente uma das mais fortes entre os clubes paulistas. Empurrado pela massa alviverde, o Palmeiras tentou se impor logo de cara. Mesmo sem Gabriel Jesus e Roger Guedes, suspensos do confronto por conta do terceiro cartão amarelo recebido na partida contra o Sport, o time da casa foi recompensado pela pressão inicial. Aos seis minutos, o colombiano Yerri Mina subiu sozinho na área santista e testou firme para o gol após escanteio batido no primeiro pau pelo meia Dudu. Bola na rede e festa para os mais de 40 mil palmeirenses presentes na arena.

O gol rapidamente anotado pelo Verdão deu indício que a equipe continuaria pressionando os alvinegros. Porém, para azar de Cuca e de seus comandados, o técnico alviverde precisou gastar duas substituições ainda na primeira etapa. A primeira veio com Moisés. Tido como dúvida durante toda semana, ele foi para o jogo, no entanto não suportou dez minutos, dando lugar a Arouca. Já Mina, que fazia até então uma partida sólida, ganhando praticamente todas as bolas pelo alto, sentiu lesão ao fim dos 45 minutos iniciais e deu lugar a Edu Dracena.

A saída de Mina parece ter sido sentida pelos jogadores palmeirenses, que passaram a ser neutralizados facilmente pelos alvinegros. O Santos melhorou na segunda etapa e com maior posse de bola (62,31% contra 37,69% dos donos da casa em toda partida) passou a agredir os alviverdes. Em uma jogada de sorte, Gabigol recebeu o rebote depois da cobrança de falta. O atacante cortou para dentro e, de esquerda, chutou de fora da área. A bola resvalou no zagueiro alviverde Vitor Hugo e enganou o goleiro Fernando Prass, indo para o fundo das redes. Gol santista e tudo igual no Allianz Parque.

O gol deu novo ânimo ao Santos, que ainda sim chegou a perder chance clara de gol com Thiago Maia. O lateral-direito Victor Ferraz foi até a linha de funda e fez o cruzamento rasteiro, rebatido prontamente pela defesa palmeirense. A bola sobrou para o volante, que na pequena área isolou a bola. Já os palmeirenses, sentido um evidente cansaço, também tiveram oportunidades de gol, uma com Leandro Pereira, que fez sua reestreia com a camisa alviverde, e outra com Dudu. Porém, ambos pecaram nas finalizações. O Verdão ainda saiu ao final da partida reclamando de um suposto pênalti cometido pelo lateral Zeca durante a segunda etapa, em uma cobrança de falta em que a bola bateu na mão do defensor santista. Ao final, o empate foi considerado justo pelas equipes, pelos momentos de cada uma nos dois tempos.

O empate só não foi o mais celebrado entre os jogadores/investidores do site OddsShark.com/br que investiram na vitória de um dos times. Tido como favorito da noite, que em caso de vitória renderia R$ 2,16 para cada real investido, o Palmeiras não conseguiu “dar uma forcinha” os investidores. A mesma situação ocorreu com os investidores do Santos, que poderiam receber R$ 3,20 a cada real investido em caso de três pontos para o alvinegro praiano. Já quem investiu na igualdade se deu bem. Lucrou R$ 3,20 para cada real investido.

Já pensando na 15ª rodada, o líder Palmeiras terá outra missão complicada. A equipe de Cuca (2.80) visita o Internacional (2.45), em crise, que já está de técnico novo (Paulo Roberto Falcão) após demitir Argel. O duelo será no próximo domingo (17), às 16h, no Beira-Rio, em Porto Alegre (RS). Um dia antes, o Peixe (1.54) recebe a Ponte Preta (5.60) na Vila Belmiro, às 18h30.

Comments