Melhores Sites De Apostas

Série B: Vasco precisa vencer o embalado Bragantino para manter liderança

Lutando para sair do Z-4, time paulista vem de dois resultados positivos; em caso de derrota, cariocas podem ser ultrapassados por CRB e Ceará

Com a confiança renovada, após garantir a classificação para as oitavas de final da Copa do Brasil, quando eliminou o Santa Cruz, na noite de quarta-feira (20), o Vasco retoma as atenções para a Série B do Campeonato Brasileiro. Em partida marcada para o próximo sábado, válida pela 17ª rodada, em São Januário, o time cruzmaltino, atual líder da competição, recebe o Bragantino, que fecha o Z-4.

Se olharmos somente os números, a impressão é de que será um jogo fácil para os donos da casa. No entanto, a equipe do interior paulista vem de duas vitórias (Oeste, fora, e Joinville, em Bragança Paulista) e está disposta a complicar a vida dos vascaínos, que podem deixar a ponta da tabela em caso de derrota.

Assim como na luta contra o rebaixamento, a disputa entre os primeiros colocados também está acirrada. Com 32 pontos, o Vasco tem apenas um ponto de vantagem para o segundo colocado, o CRB, e dois de diferença para o terceiro, o Ceará. Já o Bragantino, com 17 pontos na 17ª posição, pode deixar a zona da degola até mesmo com o empate. Como o Goiás, primeiro time fora do Z-4, perdeu na abertura da 17ª rodada, na terça-feira, para o antepenúltimo colocado, Joinville, o Braga, que tem um ponto a menos, mas saldo de gols superior ao do Esmeraldino, ultrapassaria os goianos na classificação.

Segundo o OddsShark.com/br, a vitória dos cariocas garantiria uma margem de lucro de 1.40 sobre cada real investido (Ex: pagou R$ 100, levou R$ 140). No entanto, um tropeço na forma de empate pode render 4.25/R$ 1, no resultado mais recorrentes entre os dois. É preciso ressaltar que, dos quatro últimos jogos, o Vasco só venceu um. Logo, se você acredita que confiar em uma zebra é um bom palpite, saiba que o triunfo do Braga está cotado a 7.70 sobre cada real aplicado, no que se configura em uma excelente rentabilidade.

No histórico do confronto, as duas agremiações se enfrentaram 13 vezes, desde 1990, com quatro vitórias do Vasco, uma do Bragantino e oito empates. No último encontro, pela Série B de 2014, houve igualdade no marcador (2 a 2), em São Januário, mesmo palco do duelo de sábado.

Depois do jogo contra o Santa Cruz, Jorginho, técnico da equipe carioca, afirmou que a escalação terá força máxima, em um claro indício de que Nenê, o astro da companhia, volta à equipe, depois de ficar duas partidas de molho, por causa de uma lesão de grau 1 na coxa direita.

Desde que desembarcou na Colina, em agosto do ano passado, o camisa 10, de 35 anos, ficou de fora em apenas cinco ocasiões. E a ausência do craque tem reflexo direto nos resultados: três empates, uma derrota e apenas um resultado positivo, que foi justamente o 3 a 2 sobre o Tricolor pernambucano pela Copa do Brasil.

E ainda sobre o Vasco, dois reforços para o ataque podem estrear. Tratam-se de Júnior Dutra, que estava no futebol do Oriente Médio e teve passagem de destaque pelo Santos, e o artilheiro Éderson, que brilhou pelo Atlético Paranaense, em 2013, e deixou recentemente o Kashiwa Reysol, do Japão.

 

Já pelos lados do Braga, o objetivo é manter o bom momento desde que o técnico Marcelo Veiga assumiu o comando do grupo no lugar de Toninho Cecílio. Em cinco partidas, foram duas vitórias, dois empates e apenas uma derrota, diante do Paraná, atual quinto colocado.

O Bragantino não guarda boas lembranças do último embate contra os cariocas.

O Massa Bruta, como é conhecido o clube paulista, conquistou um empate com sabor de derrota. Com gols de Geandro e Antônio Flávio, o Braga vencia por 2 a 0, até os 46 minutos do segundo tempo. Mas, de forma inacreditável, deixou os três pontos escaparem em duas falhas seguidas. A lição, com certeza, foi assimilada.

Aliás, o Bragantino seguirá no Rio de Janeiro depois de encarar o Vasco. Afinal, na próxima quarta-feira (27), pela Copa do Brasil, o Massa Bruta tem o jogo de volta, válido pela Terceira Fase da competição, contra o Botafogo. Na partida de ida, em Bragança Paulista, as duas equipes empataram em 2 a 2.

PROVÁVEIS ESCALAÇÕES:

VASCO: Jordi, Madson, Luan, Rodrigo e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Julio dos Santos, Andrezinho e Nenê; Jorge Henrique e Thalles. Técnico: Jorginho

BRAGANTINO: Felipe; Alemão, Lucas Rocha, Éder Lima e Bruno Pacheco; Gabriel Dias, Daniel Pereira e André Rocha; Erick, Rafael Grampola e Claudinho (Tartá). Técnico: Marcelo Veiga.

Comments