Melhores Sites De Apostas

Primeiros dias de natação terão grandes favoritos e lucros de até 150%

A disputa nas piscinas começa logo nos Jogos Olímpicos e neste final de semana já conheceremos oito resultados. No geral, a disputa será equilibrada, com oito países diferentes favoritos nas primeiras provas. Porém, no feminino, Sarah Sjostrom na disputa dos 100 metros borboleta, Katinka Hosszu nos 400 metros medley, Katie Ledecky nos 400 metros livres e o revezamento 4x100 australiano surgem como candidatas com ampla vantagem. Já o masculino, de acordo com estatísticas do Oddsshark.com/br dará um lucro de, no mínimo,150% no seu revezamento 4x100.

Revezamentos 4x100

Os americanos são os grandes vencedores dessa prova, com 14 vitórias no feminino e oito no masculino. Por isso, são sempre bem cotados para triunfar. Caso vençam as mulheres dão um retorno de R$ 7,00 por cada real investido. Já os homens pagam R$ 5,00. Apesar de aparecerem entre as primeiras equipes, não são as mais cotadas em nenhuma das duas.

No feminino, o favoritismo está com a Austrália. O time prata no mundial de 2013 tem a recordista mundial dos 100 metros livres, Cate Campbell. Com cotação de 1.10, a vitória dará 10% de lucro no investimento. Quem corre por fora é a Holanda, prata nos últimos jogos olímpicos (R$ 8,00). As demais participantes pagarão a partir de R$ 41,00 por real investido em caso de surpresa. O Brasil estará na disputa, mas já seria uma vitória chegar entre as oito melhores.

Já entre os homens, França e Austrália devem duelar braçada a braçada pelo ouro. O time francês venceu o último mundial e pagará R$ 2,50 em caso de vitória. Do outro lado, os australianos fizeram o melhor tempo deste ano e pagam R$ 2,62 por real investido. Bronze nos últimos Jogos, a Rússia quer mudar a cor da medalha e se conseguir esse feito premiará com R$ 6,00. Todos os demais darão valores a partir de R$ 51,00. Quarto colocado no mundial 2015, o Brasil pagará R$ 101,00 se conquistar o ouro.

Provas de 400 metros

O medley masculino terá desfalques importantes nesta edição. Os americanos Michael Phelps e Ryan Lochte desistiram por considerar a prova muito desgastante. Com isso, o favoritismo caiu nas raias dos japoneses Hagino e Seto.

Atual bicampeão mundial, Daiya Seyo dará R$ 4,00 por cada real investido no seu ouro. Já Kosuke Hagino, que fez o melhor tempo do ano, está ainda melhor cotado e dará lucro de 50% no investimento. Sem Phelps e Lochte, Chase Kalisz será um dos representantes americanos e chega com o segundo melhor tempo do ano. Sua vitória pagará R$ 10,00. Quem pode surpreender é o húngaro David Verrazto, prata no mundial, que dará R$ 13,00. Todos os demais pagarão, no mínimo, R$ 36,00 por cada real investido.

Já nos livres, todo o favoritismo é de Sun Yang, atual campeão olímpico e bicampeão mundial. Sua vitória dará R$ 1,90. Principal ameaça ao seu ouro é Mack Horton, que fez o melhor tempo na prova neste ano, e pagará R$ 3,00. Nada por fora James Guy. O atleta do Reino Unido, prata no mundial, dará R$ 9,00 de lucro. De acordo com dados do Oddsshark.com/br, os demais atletas pagarão um mínimo de R$ 26,00 em caso de surpresa.

Pela mesma prova no feminino, Katie Ledecky nada com um favoritismo absoluto. A bicampeã mundial dará lucro de R$ 0,03 se levar o ouro. Depois dela, a mais cotada é Leah Smith, que dará retorno de R$ 13,00. A atleta, também dos Estados Unidos, foi a segunda melhor na seletiva, perdendo exatamente para Ledecky. O terceiro melhor tempo do ano é de Bogiarka Kapas, da Hungria, e pagará R$ 26,00. Todos as demais pagam um mínimo de R$ 41.00.

Se na modalidade livre a Hungria deve ser coadjuvante, no medley chega com status de protagonista. Terá simplesmente a presença da tricampeã mundial Katinha Hosszu, que dará R$ 1,17 por cada real investido. Com prata nos últimos mundiais, Maya Di Rado (Estados Unidos) e Mireia Belmonte (Espanha) também são candidatas ao Ouro. De acordo com Oddsshark.com/br, pagarão R$ 9,00 e R$ 20,00 por real investido. Em caso de surpresa, o jogador receberá mais de R$ 22,00.

Brasil também com chances de ouro

Nos 100 metros peito masculino, dois brasileiros aparecem entre os cinco melhores tempos do ano. Ouro no Pan, Felipe França tem a quinta melhor marca e tenta enfim chegar ao lugar mais alto do pódio, como prometeu em Londres 2012. Quem acreditar no seu triunfo terá lucro de R$ 40,00 em cima de um investimento de R$ 1,00. João Gomes chega mais cotado e dará R$ 20,00. O atleta capixaba tem o terceiro tempo em 2016.

Para chegar à tão sonhada medalha, os dois terão que superar o favorito Adam Peaty, do Reino Unido, atual campeão mundial. Sua vitória vale R$ 0,33 de lucro. Outros três nomes ameaçam os brasileiros: o Vice-mundial Van der Burgh (África do Sul) 6.00, o segundo melhor tempo do ano, Kevin Cordes (Estados Unidos) 13.00 e o bronze no mundial, Ross Murdoch (Reino Unido) 16.00. Se algum outro candidato conseguir superar esses principais nomes, o investidor ganhará R$ 60,00 por cada real.

Em outra prova do fim de semana, a tricampeã Sarah Sjostrom (Suécia) garante lucro de 10% se vencer e levar o ouro. As americanas Kelsi Worrel e Dana Vollmer também são fortes candidatas e pagam R$ 15,00 e R$ 16,00, respectivamente.

Comments