Melhores Sites De Apostas

Sérvia derrota novamente o Brasil e fatura a Liga Mundial

A seleção da Sérvia fez a festa da sua torcida e dos investidores nesse domingo (17/07). A equipe venceu novamente o Brasil, dessa vez por três sets a zero, e conquistou a Liga Mundial de Vôlei 2016. O investidor que acreditou na conquista sérvia faturou R$ 3,75 em cada real investido. Quem investiu no Brasil levaria apenas R$ 1,25. As duas equipes já haviam se enfrentado na segunda semana da primeira fase. Na ocasião, o Brasil também sofreu dificuldades e saiu derrotado por três sets a um.

Apesar da Sérvia ter vencido todos os sets na decisão, a equipe não teve uma vida tão fácil. As parciais (25-22, 25-22, 25-21) mostram que a seleção brasileira esteve no jogo o tempo todo, mas Marko Ivovic fez a diferença. O MVP teve um desempenho espetacular e terminou a partida com 16 pontos. Pelo lado brasileiro, Wallace foi o destaque, marcando 18 pontos, mas não conseguiu levar o time a vitória. Isso porque sua alta pontuação foi insuficiente perante as falhas do Brasil. Ao longo da partida, a Sérvia conseguiu 24 pontos através de erros do adversário, enquanto isso cedeu apenas 11.

O primeiro set foi bem equilibrado durante o tempo todo, porém a Sérvia sempre conseguiu manter uma vantagem de dois pontos desde o início. Isso se manteve até o primeiro tempo técnico quando estava 8 a 6. Depois disso, continuou melhor e chegou a abrir três pontos (16-13), e depois, quatro de vantagem (19-15). O Brasil ainda diminuiu, mas o set terminou 25-22, com 28 minutos.

Na parcial seguinte, o Brasil conseguiu empatar em muitos momentos, mas sem a força e a concentração necessárias na reta final para impedir o adversário de levar novamente a melhor. O grande momento brasileiro foi quando Wallace conseguiu reduzir a diferença para 22-21, mas Luburic decidiu e fechou em 25-22 após 29 minutos de jogo.

O último set do jogo foi o mais tranquilo para a campeã. Pressionado pelo jejum de títulos da competição, que não conquista desde 2010, o Brasil não se encontrou nessa parte da partida. Com um forte bloqueio, a Sérvia chegou a fazer 10 de 14 pontos disputados no meio do set. A pontuação de 18-13 ficava difícil de reverter. Wallace ainda tentou conduzir a uma reação reduzindo a margem para 22-19, mas novamente a Sérvia se segurou e fechou por 25-21, com 27 minutos, após um erro de saque de Éder. Foi a primeira vez que o país conquistou a Liga Mundial.

Campanha do título

A Sérvia esteve longe de fazer uma campanha espetacular nessa Liga Mundial. Na primeira fase, terminou em terceiro lugar, atrás de Brasil e Estados Unidos, com sete vitórias e duas derrotas. O começo até foi muito bom, quando passou pelos três jogos sem perder nenhum set. Foram três vitórias confortáveis contra Rússia, Bulgária e Polônia. Apesar de ter caído o ritmo, foram mais três triunfos na segunda semana de competição. Dessa vez contra Brasil, Irã e Bulgária. Todos por três sets a um.

As derrotas vieram apenas na terceira semana, para Irã (3x2) e Argentina (3x0), mas a equipe se recuperou e fechou a fase vencendo a Itália por 3x2.

No grupo final, mais uma vez esteve irregular e se classificou apenas no saldo de sets. Com vitória por 3-1 sobre a Polônia e derrota por 3-2 para a França, a equipe ficou com saldo +1, enquanto a França ficou com saldo zero por ter perdido para a Polônia também por 3 a 2. Sua força apareceu somente nos playoffs, quando derrotou a forte Itália por 3 a 2 e o Brasil na final por 3 a 0.

Essa foi a quinta final da Sérvia no torneio. Em 2003, 2005 e 2009, quando ainda atuava como Sérvia e Montenegro, a seleção parou diante do Brasil. Já em 2008 a derrota veio contra os Estados Unidos. Em 2015, a Sérvia ainda conquistou outra prata na disputa do grupo final.

Havia uma Sérvia no caminho

A campanha brasileira foi animadora. Terminou em primeiro na fase inicial com oito vitórias e apenas uma derrota, exatamente para a Sérvia. Foram apenas oito sets perdidos em nove jogos. Na fase seguinte mais duas vitórias, contra Itália (3x0) e Estados Unidos (3x2). O país ainda derrotou a França na semifinal por três sets a um, até parar novamente na Sérvia.

Com isso, o Brasil adiou o sonho do 10º título, mas segue como recordistas com nove troféus. Agora, resta à equipe se preparar para os Jogos Olímpicos no Rio, que não terá a participação do time sérvio.

Comments