Melhores Sites De Apostas

Todos contra os Warriors

GS Warriors

Equipe do Golden State, liderada por Stephen Curry é favorita na luta pelo bicampeonato da NBA, mas outros 15 times estão nos playoffs, de olho no título

Quem vai parar o Golden State Warriors de Stephen Curry? Esse é o grande desafio dos playoffs da NBA, que começaram neste sábado, 16 de abril, com quatro partidas – as outras quatro, que completam a primeira rodada dos playoffs, acontecem neste domingo, 17 de abril. Atual campeão da NBA, o time de Oakland, Califórnia, segue a passos largos rumo ao bicampeonato após alcançar 73 vitórias contra apenas nove derrotas na temporada regular, atropelando o recorde de 72 do Chicago Bulls de Michael Jordan, conquistado em 1995/96.

Para completar, Curry encerrou essas primeiras 82 partidas como líder em média de pontos (30,1), total de bolas de três pontos (402), roubos por jogo (2,1) e aproveitamento na linha do lance livre (90,8%).  Não satisfeito, o armador alcançou um aproveitamento de 50,4% nos chutes de quadra, 45% nos arremessos de três pontos e uma média de 6,7 assistências por jogo, com a elegância de sempre. No momento em que Kobe Bryant se despede das quadras, Curry e sua impressionante precisão nos tiros de três pontos mostram que a NBA não ficará sem um ídolo capaz de atrair os olhares de todo o mundo.

Por mais impressionante que seja, Curry não joga sozinho. O Golden State é um time sólido, com atuações sempre consistentes do também armador Klay Thompson, do ala Draymond Green, do ala-pivô Andre Iguodala e do pivô Andrew Bogut. E tem um banco forte, que inclui dois brasileiros: o armador Leandrinho e o pivô Anderson Varejão, que trocou o vice-campeão do ano passado, Cleveland Cavaliers, pela promessa de um primeiro lugar este ano. Líder da Conferência Oeste, o Golden State vai enfrentar o oitavo colocado, o Houston Rockets de James Harden, em uma melhor de sete jogos. Harden, por sinal, esteve presente em todas as 82 partidas da temporada regular, na qual alcançou a bela média de 29 pontos por jogo, atrás apenas do próprio Curry.

Um duelo de cestinhas no qual o azarão pode, sim, prevalecer, apesar de ter vencido apenas 41 das 82 partidas da temporada, um aproveitamento de 50% contra os 96% dos Warriors. O Houston certamente renderá uma maior margem de lucro para os apostadores mais ousados, já que o Golden State é tão favorito que as apostas em sua vitória estão pouco mais de 1 para 1, enquanto a cotação do Houston gira em torno de 9 para 1. A vitória tranquila dos Warriors no primeiro jogo dos playoffs, por 104 a 78, só confirmou esse favoritismo.

A disparidade na cotação se repete nos outros sete confrontos, pelo menos nesse início de oitavas de finais. Em todos, ao menos antes da primeira partida, o time mais bem colocado na temporada regular tem uma cotação de menos de 2 para 1, enquanto o adversário paga mais. Ainda pela Conferência Oeste, o San Antonio Spurs, segundo colocado na temporada regular com 67 vitórias e 15 derrotas, enfrenta o Memphis Grizzlies, sétimo, com 42 conquistas em 82 partidas. Na primeira partida do confronto, os Spurs confirmaram seu favoritismo, vencendo por 106 a 74. Nos Spurs, a consistência de Kawhi Leonard tanto na defesa como no ataque – com médias de médias de 21,2 pontos, 6,8 rebotes, 1,8 roubo e um toco por jogo – mostra o equilíbrio de um time discreto e eficiente. Não tem muita gente apostando no Memphis, rendendo um belo lucro aos apostadores arrojados em caso de zebra.

O terceiro e o sexto colocados são, respectivamente, Oklahoma City Thunder e Dallas Mavericks. No Oklahoma, o favoritismo é puxado pela dupla formada pelo sempre excelente Kevin Durant, MVP da temporada 2013/2014, e pelo armador Russel Westbrook, que conquistou impressionantes 18 "triple-doubles" na temporada, igualando o recorde de Magic Johnson em 1981/82. Na primeira partida, a equipe confirmou sua superioridade, vencendo o Dallas por 108 a 70. Por fim, o quarto colocado, o Los Angeles Clippers, de Chris Paul, enfrenta o quinto, o Portland Trail Blazers, de Damian Lillard. No primeiro jogo, vitória de Los Angeles por 115 a 95.

Pela Conferência Leste, o campeão foi o Cleveland Cavaliers. Adversário do Golden State Warriors nas finais do ano passado, quando ficou com o vice-campeonato, o Cleveland é liderado por LeBron James, força da natureza que já conquistou por quatro vezes o título de MVP da temporada da NBA (2008/09; 2009/10; 2011/12; 2012/13). Seu adversário é o Detroit Pistons, que ficou em oitavo. Apesar disso, o primeiro jogo não foi fácil para os Cavs. Venceram, mas por apenas cinco pontos: 106 a 101.

O Toronto Raptors, casa dos brasileiros Bruno Caboclo e Lucas Bebê, tem Kyle Lowry como destaque. O jogador inclusive empatou com Stephen Curry no quesito roubos de bola, com média de 2,1 por partida. Segundo colocado na Conferência Leste, o Toronto, no entanto, estreou nos playoffs perdendo para o sétimo, os Indiana Pacers, por 100 a 90, o que mexeu um pouco nas cotações das apostas para o segundo jogo.

O primeiro confronto entre Atlanta Hawks - do pivô brasileiro Tiago Splitter, que no momento está machucado – e Boston Celtics, que ficaram respectivamente em quarto e quinto lugares, já aconteceu, com vitória apertada do Atlanta por 102 a 101. Com o grande Gregg Popovich como técnico, o Atlanta pode ter vida longa nesses playoffs, mas o Boston mostrou que tem condições de virar essa série.

O Miami Heat foi o terceiro colocado do Leste, com Dwayne Wade marcando mais de 15 pontos e um roubo de bola por jogo pela 13ª temporada seguida desde que entrou na liga. Estreou nos playoffs com vitória sobre o Charlotte Hornets, de Kemba Walker, sexto colocado: 123 a 91.

Nesses 16 times, estão reunidos os melhores jogadores do mundo do basquete. Nos oito confrontos, sete confirmaram as expectativas dos apostadores e dos fãs ao redor do mundo. Mas azarões surpreendem, como provou o Indiana Pacers. E nesta segunda-feira, 18 de abril, já tem mais emoção, com o início da segunda rodada da série de melhor de sete dos playoffs: Indiana x Toronto, Dallas x Oakland e Houston x Golden State. Façam suas apostas.

Comments