Melhores Sites De Apostas

Ouro no ciclismo pode render cinco vezes o valor investido

Uma das primeiras medalhas a serem disputadas nos Jogos Olímpicos é a do ciclismo de estrada. O ouro dará no mínimo cinco vezes o valor do investimento do jogador. O cenário para acompanhar e comemorar o lucro é inspirador: a prova será realizada entre o Forte de Copacabana e o Pontal, passando por vários pontos turísticos do Rio.

Prova masculina terá largada no sábado (06/08), às 9h30

O grande favorito para a conquista do ouro no masculino é o espanhol Alejandro Valverde. O Ciclista tem seis medalhas em mundiais, sendo três bronzes em 2012, 2013 e 2014. Ele chega como mais cotado e pagará R$ 5,50 por cada real investido.

A atenção também estará em Vincenzo Nibali (Itália). Ele foi campeão por duas vezes do Giro d'Itália em 2013 e 2016 e Venceu o Tour de France em 2014. Caso vença dará R$ 9,00 por real investido. A Itália é a maior vencedora da modalidade, com seis ouros na história. Tricampeão do Tour de France, uma das provas mais tradicionais do esporte, Chris Froome (Reino Unido) é outro grande nome para a conquista e está cotado em 15.00, dando um retorno de 15 vezes o valor investido.

Já conhecedor da pista do Rio, o Francês Romain Bardet – que ficou em terceiro no evento teste – aparece pagando R$ 17,00 por real investido. Segundo estatísticas do Oddsshark.com/br, outros quatro nomes estão bem cotados para a vitória: Campeão mundial de 2013, Rui Costa (Portugal) pagará R$ 23,00 por real investido. O vencedor do torneio no ano seguinte, Michal Kwiatkowski (Polônia) vem mais cotado, com R$ 21,00 de retorno. O vice-campeão olímpico de Londres 2012, Rigoberto Uran (Colômbia) dará R$ 26,00.

Outros ciclistas bem cotados segundo estatísticas da Oddsshark.com/br são: Joaquim Rodríguez 17.00, Daniel Martin        17.00, Julian Alaphilippe 17.00, Simon Gerrans 23.00, Wouter Poels 25.00. Todos os demais competidores pagarão mais de R$ 30,00 por real investido.

O Brasil terá dois atletas na prova: Murilo Fischer e Kleber Ramos, mas a possibilidade de ouro é bem pequena, pois nenhum deles teve marcas expressivas nas principais competições do ciclismo. Em caso de surpresa, seria motivo para todos vibrarem muito, pois dariam R$ 300,00 de lucro no investimento.                 

Prova feminina será no domingo (07/08), às 12h15

No feminino, quatro ciclistas estão cotadas com valores bem próximos. A vice-campeã mundial, Anna Van der Breggen (Holanda) aparece pagando R$ 5,00 por cada real investido. A cotação é ainda menor que a da atual campeã mundial, Elizabeth Armitstead (Reino Unido). A ciclista bronze nos Jogos Olímpicos de Londres dará R$ 6,00 em cada R$ 1,00.

Outros dois nomes aparecem fortes para a prova de domingo: A americana Megan Guarnier e a holandesa Marianne Vos. A ciclista dos EUA foi bronze no mundial, mas venceu três provas importantes do ano e quer mudar a cor da medalha no Rio. Em Londres, há quatro anos, ela foi bronze. Se vencer nesta edição pagará R$ 7,00 por cada real. Já Vos foi Ouro em 2012, e se repetir o feito dará R$ 7,50.

A Holanda que tem duas ciclistas entre as favoritas e é a maior vencedora do esporte com três ouros olímpicos.

Mais dois nomes são postulantes à conquista. A francesa Pauline Ferrand, campeã mundial em 2014, pagará R$ 17,00, enquanto a italiana Elisa Longo dará R$ 14,00 de lucro no investimento. Longo é a quinta no ranking mundial.

Outras ciclistas bem cotadas segundo estatísticas do Oddsshark.com/br são: Evelyn Stevens 15.00, Mara Abbott 17.00, Katarzyna Niewiadoma 18.00, Leah Kirchmann 34.00, Ashleigh Moolamn 41,00, Emma Pooley 41,00. As demais participantes da prova pagarão mais de R$ 50,00 por cada real.

Assim como no masculino, o Brasil terá duas representantes no feminino. O país será representado por Flavia Oliveira e Clemilda Fernandes. A chance de medalha é reduzida, porém as duas ciclistas apresentaram resultados melhores do que os participantes da prova masculina. Flavia já foi 25ª no mundial de 2014 e 23ª na edição de 2013. Se surpreender e faturar o ouro pagará R$ 200,00 por cada real. Já Clemilda, foi 23ª na Olimpíada de Londres, em 2012, e dará R$ 300,00 de lucro no investimento de R$ 1,00.

Disputa será acirrada

No Ciclismo de Estrada, todos os atletas largam juntos e vence quem alcançar a linha de chegada primeiro. Seu percurso é de 241,5 km na prova masculina e 141 km na feminina. São 144 homens e 68 mulheres em cada disputa. Com longas subidas, o trajeto da edição do Rio foi considerado por muitos ciclistas como de alto grau de dificuldade. Para alguns especialistas, a prova deverá ter um elevado número de desistentes.

 

Comments