Melhores Sites De Apostas

Fluminense bate o Galo de virada, encosta no G-4 e faz a alegria dos investidores

O jogo que fechou a 24ª rodada do Campeonato Brasileiro trazia um emocionante reencontro do atacante Fred com o Fluminense - equipe que defendeu por mais de sete anos e é o 3º maior artilheiro de sua história. Muito vaiado, o camisa 99 pouco apareceu - foi substituído no intervalo e viu do banco de reservas um grande jogo de futebol no segundo tempo. Muito superior, o Flu virou para cima do Atlético-MG e venceu por 4 a 2 em Edson Passos, confirmando a excelente fase atuando no estádio. É o “Horto do Tricolor”!

Belíssimo resultado que coloca o time carioca na sétima posição com 37 pontos, a apenas três do Corinthians - último time do G-4. Vencer um dos candidatos ao título sempre dá aquela moral para os próximos compromissos. Curiosamente, o triunfo em Edson Passos ajudou o rival Flamengo: o Galo estagnou na terceira colocação com 42 pontos e viu a distância para o Rubro-negro e para o líder Palmeiras aumentar.

Quem acreditou na vitória dos comandados de Levir Culpi se deu muito bem! Segundo dados do Oddsshark.com/br, o Flu era o quarto mandante com maiores odds da 24ª rodada - por encarar um difícil adversário. Um investimento na vitória simples do time das Laranjeiras rendeu R$2,30 a cada real!

Os que resolveram arriscar um pouco mais faturaram alto: quem acreditou em um jogo com mais de cinco gols marcados multiplicou por 11 o montante inicial, já quem foi preciso e cravou o resultado de 4 a 2 ganhou inacreditáveis R$41 para cada real investido. Dez reais viraram 410! Teve muita gente engordando a conta bancária com a vitória de ontem!

Os dois times jogam em casa na próxima quinta-feira (15), às 19h30. O Fluminense recebe a Chapecoense em Edson Passos e é amplo favorito no confronto (odd de 1,74 contra 5,15 de vitória da Chape). O Atlético-MG recebe o Sport no Independência e domina as casas de aposta: odd de 1,51 contra 6,34 do time pernambucano, segundo dados do Oddsshark.

Robinho coloca o Galo na frente na primeira etapa

Com Marcos Júnior como centroavante no lugar de Henrique Dourado, o técnico Levir Culpi escalou um time mais leve para encarar o Galo e manter a invencibilidade em Edson Passos. O Flu teve mais posse de bola e chutou mais a gol, mas não levou muito perigo ao goleiro Victor. Do outro lado, o Atlético propôs o jogo desde o início e foi muito mais incisivo quando se propôs a atacar.

O Galo abriu o placar aos 27 do primeiro tempo em uma ótima jogada de Maicosuel - belíssimo passe longo que encontrou Robinho sozinho dentro da grande área. Com muita categoria, o atacante teve tempo de dominar e chutar no canto esquerdo de Júlio César - que substitui o contundido Diego Cavallieri. O gol colocou o atacante como artilheiro isolado do Brasileirão com 11 gols. O Flu respondia com ótimas investidas de Wellington - o atacante fez várias jogadas de efeito e infernizou a defesa do Galo. Mas faltou pontaria para transformar as chances em bola na rede. O Tricolor foi para os vestiários perdendo por 1 a 0.

Magno Alves entra no 2º tempo e decide jogo para o Flu

Totalmente apagado, o atacante Fred foi substituído no intervalo e nem voltou para a segunda etapa. Ele viu do banco de reservas uma reação impressionante do Fluminense - liderada pelo veteraníssimo Magno Alves. O Magnata entrou no lugar de Danilinho e foi o nome do jogo: deu três assistências e ainda sofreu uma falta que resultou em gol. Mesmo aos 40 anos o “Vovô Garoto” mostra que ainda tem gasolina no tanque.

O Flu marcou três tentos em menos de meia hora - praticamente um a cada dez minutos. O primeiro saiu dos pés de Douglas - após belo papel de Magno Alves fazendo o pivô e colocando o jovem em condições de marcar. O gol da virada veio do talismã Marquinho - que entrou aos 25 do segundo tempo e marcou já no primeiro toque na bola. Vira-vira do Fluzão! O Galo sentiu o baque. Gustavo Scarpa ampliou a vantagem em uma linda cobrança de falta - sem chance para o goleiro Victor. Explosão em Edson Passos!

O Atlético não se entregou e diminuiu aos 43 minutos do segundo tempo: Robinho em linda jogada individual achou Lucas Pratto dentro da área. O argentino, de forma muito inteligente, cabeceou para o meio e Otero, dividindo com os zagueiros, tocou para o fundo do gol de Júlio César. Parecia que o Galo mineiro iria colocar uma pressão nos minutos finais, mas Maranhão acabou com a festa. Em contra-ataque rápido, o meia recebeu ótimo passe em profundidade do Magnata e liquidou a fatura no Rio de Janeiro. Vitória importantíssima para o Fluminense!

Comments