Melhores Sites De Apostas

Dominic Thiem vence Rio Open e paga oito vezes o valor investido

Foto: Buda Mendes/Getty Images

Triunfo do austríaco na final também garante 25% de lucro

Com uma campanha espetacular, Dominic Thiem deixou todos os adversários para trás sem perder nenhum set e faturou seu primeiro título do Rio Open, neste domingo. Sua conquista garantiu excelentes R$ 8,00 por cada real, de acordo com dados do Bet365. Para isso, bastava você ter feito o investimento assim que começou a competição, como adiantamos na semana passada.

Apesar de um ano ruim, com eliminações precoces, o número oito do mundo chegava como um dos favoritos ao título e ficou cada vez mais isolado nesta condição, conforme outros bem cotados saíram – como o japonês Kei Nishikori, que caiu logo na estreia.

Sem bobear, Thiem foi avançando passo a passo com autoridade. Antes da decisão, sua apresentação mais complicada havia sido contra o Janko Tipsarevic, na 1ª rodada, quando sofreu nove pontos. Nas quartas e semifinais, o tenista não levou mais do que cinco, tamanha superioridade.

Final disputada

Na grande final, Dominic Thiem derrotou o espanhol Pablo Carreño-Busta em dois sets bastante disputados, com parciais de 6-4 e 7-5. Bom para quem investiu em uma pontuação alta, que rendeu R$ 2,06 em cada real por ter ultrapassado os 21 pontos.

Pressionado desde o começo, o austríaco quebrou o serviço do adversário logo na segunda tentativa, abrindo vantagem. Só que logo depois o espanhol reagiu e conseguiu o empate, e até mesmo virar o placar. O equilíbrio se manteve até os games finais, quando Thiem conseguiu dominar e marcar três pontos seguidos, fechando em 6 a 4.

No segundo set, o roteiro foi bem diferente e os dois tenistas deram aula de como aproveitar seus saques. O ritmo foi esse até o décimo primeiro ponto, quando enfim o austríaco conseguiu derrubar o serviço adversário e encaminhar o resultado por 7 a 5. A vitória pagou R$ 1,25 em cada real, mas quem cravou mais um 2 a 0 faturou R$ 1,66.

Outro investimento bem interessante no embate foi na diferença de pontos, que rendeu 64% de lucro pelo triunfo de Thiem por quatro de saldo.

Carreño-Busta não saiu com as mãos vazias

Se sozinho Pablo Carreño-Busta ficou lamentando, ao menos nas duplas teve muitos motivos para comemorar. Jogando em parceria com o uruguaio Pablo Cuevas, o espanhol ganhou a decisão contra os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah por 2 sets a 1, com parciais de 6/4, 5/7 e 10/8, em 1 hora e 28 minutos. O resultado garantiu R$ 2,37 em cada real, mas quem investiu no placar exato faturou excelentes R$ 5,90.

Curiosamente, seu companheiro de dupla foi campeão no Simples do Rio Open no ano passado. Mas parece que a sorte não passou de uma raquete para outra.

Na campanha, Carreno-Busta e Cuevas começaram bem, ganhando por 2 a 0 Santiago Gonzalez e David Santana. O placar se repetiu na sequência contra Facundo Bagnis e Elias Gastão. O duelo mais complicado foi nas semifinais, quando precisaram do tie-break para superar Jamie Murray e Bruno Soares – este último que atuava em casa. A disputa foi tão acirrada que levou 1 hora e 23 minutos.

Triunfo sobre bicampeões

A final começava tensa, pois Carreño-Busta e Cuevas tinha pela frente os campeões das edições de 2014 e 2016 do ATP 500. Porém, o jogo da dupla encaixou e no quinto game conseguiu derrubar o serviço dos adversários e conseguiu segurar o resultado até o final.

Com saque forte principalmente nos últimos três pontos, os dois mantiveram o ritmo no segundo set e chegaram a abrir 5 a 3, ficando com a mão na taça. No entanto, os colombianos mostraram que realmente dominavam o Rio e conseguiram se recuperar. Depois de quebrarem dois serviços, viraram a partida e fecharam em 7 a 5.

Com tudo igual, a decisão foi para o tie-break, que foi o mais equilibrado de todos. Começando no saque, os atuais bicampeões largaram na frente e fizeram 4 a 1. Carreño-Busta e Cuevas, então, voltaram ao jogo, depois da queda de rendimento desde o fim do segundo set. O retorno foi digno de título e conseguiram virar a partida, fechando em 10 a 8.

Apesar de precisarem sofrer mais 18 minutos para levantarem o caneco, o drama da dupla acabou bem interessante, pois passando dos 21 pontos, o retorno de quem investiu que o duelo alcançaria a margem recebeu R$ 2,25 em cada real. O fato de que o confronto teria o vencedor por uma diferença menor de três pontos pagou R$ 1,64 para cada real investido.

Comments