Melhores Sites De Apostas

Nadal e Federer estão nas semifinais do aberto da Austrália e podem render 2000%

Foto: Clive Brunskill/Getty Images

Sem tanto favoritismo antes do torneio, tenistas ofereceram cifras elevadas

O aberto da Austrália chegou às semifinais e quem se antecipou nos investimentos está sorrindo de orelha a orelha agora. Como adiantamos ainda na primeira semana de dezembro, Rafael Nadal e Roger Federer eram nomes que deveriam ser cogitados para levar o título do aberto da Austrália. Voltando de lesões, os dois perdiam em favoritismo para Novak Djokovic e Andy Murray, mas como dissemos na época, não poderiam ser descartados. Na ocasião, o título de um deles valia R$ 23,00 e R$ 17,00 por cada real, respectivamente, enquanto agora rende R$ 3,00, de acordo com dados do Bet365.

Federer voando em sua volta

Dos candidatos ao título, Roger Federer foi o que mais sofreu na estreia, mas se recuperou e ganhou três das quatro partidas seguintes por 3 sets a 0. Nas quartas de finais, o passeio foi ainda maior, superando Mischa Zverev com duas parciais fantásticas, de 6 a 1 e 6 a 2. E o adversário não era qualquer um não, foi simplesmente o responsável por eliminar Andy Murray.

Porém, nesta quinta-feira o suíço encara seu compatriota Stan Wawrinka, que está em quarto no ranking mundial. A missão é complicada e tem tudo para ter no mínimo quatro sets, garantindo R$ 1,40 por cada real.

Para o duelo, Wawrinka até tenta o bicampeonato e oferece R$ 2,20 para vencer o jogo, mas parece que definitivamente Federer voltou em forma. O tetracampeão da competição tem feito 40% dos pontos disputados no saque adversário. Também leva enorme vantagem no histórico do confronto, tendo vencido 18 e perdido apenas três. Se ganhar mais uma, garante R$ 1,60. Outra questão que pode ser decisiva para o embate são os erros não forçados de Wawrinka. Nas oitavas, o tenista cedeu 40 pontos desta forma e se repetir isso nas semifinais não terá a menor chance.

Nadal encara novato perigoso

Outro que chega com moral é Rafael Nadal. O espanhol eliminou o número 3 do ranking, Milos Raonic, por 3 a 0 e confirmou a boa fase. É bem verdade que as parciais foram equilibradíssimas (6/4, 7/6 e 6/4), mas o que importa é o desempenho de Nadal, que teve um aproveitamento de 74% no seu serviço. Além disso, vencer com sacrifício é uma marca do tenista, que havia passado assim também nas duas fases anteriores, em uma delas inclusive deixando para trás outro forte nome, Gael Monfils.

Já Grigor Dimitrov, com apenas 25 anos, ainda não tem títulos de Grand Slam, mas faturou quase tudo que poderia conquistar na época de Juvenil. O búlgaro é o 15º no ranking, mas tem passado tranquilamente por seus adversários na Austrália, desperdiçando apenas dois sets. Além disso, tem um excelente aproveitamento em break points, tendo salvo 75% dos disputados nas últimas duas fases da competição.

Para esta semifinal, apesar de prometer ser outro jogo bem disputado, eu acredito em mais uma vitória de Nadal, pagando R$ 1,41 por cada real. Dimitrov corre por fora e oferece 3,08 para o confronto desta sexta-feira.

Irmãs Williams podem se enfrentar na final

Das duas irmãs americanas, a Serena Williams é a grande favorita não só na partida das semifinais, nesta quinta-feira, contra Mirjana Lucic-Baroni, como também ao título, depois das quedas de Karolina Pliskova e Angelique Kerber.

Tudo bem que o compromisso com a croata merece atenção, pois foi exatamente a adversária que tirou Pliskova da competição, com uma vitória por 2 sets a 1. Porém, Williams tem feito um campeonato espetacular, vencendo todas as suas cinco partidas sem sequer desperdiçar uma parcial. O que explica o porquê é a mais cotada, pagando R$ 1,12 por cada real. Além disso, ela domina como poucos o piso australiano, tendo conquisto o torneio em quatro ocasiões.

Enquanto isso, Mirjana, comemora o fato de chegar a esta fase de um Grand Slam pela primeira vez desde 1998. Com isso, um triunfo da número 79 do ranking para cima da segunda melhor tenista da WTA seria uma enorme zebra e oferece R$ 5,00.

Na outra chave, é Venus Williams que é a surpresa, chegando nas semifinais do aberto da Austrália depois de 14 anos. No entanto, assim como a sua irmã, tem passado por todas as oponentes com uma vitória de 2 sets a 0.

Apesar de chegar menos cotada, oferecendo R$ 2,30 por cada real, este desempenho na competição faz com fique com o meu favoritismo diante de Coco Vandeweghe. A rival também chega com moral, por ter eliminado Angelique Kerber e dá R$ 1,61, porém tem menos experiência e chega a esta fase de um Grand Slam pela primeira vez na carreira.  As duas se enfrentaram no ano passado, no saibro, em Roma, e Venus levou a melhor, por 2 a 0.

Comments