Melhores Sites De Apostas

Alemanha recebe UFC com duelo imprevisível de pesados na luta principal

A cidade de Hamburgo, na Alemanha, será sede do maior torneio de MMA do mundo neste sábado (3). O UFC Fight Night 93 terá em sua luta principal o duelo entre os pesos-pesados Andrei Arlovski e Josh Barnett. Tanto o bielorrusso quanto o norte-americano já conquistaram o título da categoria no passado, e atualmente ocupam posições no top 10 da divisão – o primeiro é o quinto, enquanto o segundo aparece na nona colocação. No mesmo evento, dois brasileiros entrarão em ação. Leandro ‘Buscapé’ encara Rustam Khabilov, enquanto Leandro Issa terá pela frente Taylor Lapilus.

Veterano do MMA, Barnett possui mais de 40 lutas em seu currículo. São 34 vitórias e oito derrotas para o atleta de 38 anos de idade. Dono de um jiu-jitsu apuradíssimo, o norte-americano vem de derrota para Ben Rothwell justamente por finalização em janeiro deste ano. O número 9 do ranking luta para se aproximar do top 5 da organização e, por conta do seu histórico recente, é considerado levemente favorito diante do bielorrusso.

De acordo com o site de estatísticas ‘Oddsshark.com/br’, uma vitória do norte-americano está pagando R$ 1,63 para cada real investido. Em compensação, essa taxa de retorno aumenta para R$ 2,23 se o apostador colocar as suas fichas em Andrei Arlovski.

O bielorrusso, apesar de ainda figurar na quinta colocação do ranking, vem de dois resultados ruins na sequência. Ele foi nocauteado por Alistair Overeem em maio deste ano, mas foi a derrota de janeiro que mais pesou moralmente para Arlovski. Diante de Stipe Miocic, que é o atual campeão da categoria, o ex-dono do cinturão apagou em um nocaute com apenas 54 segundos de luta. Até pelo momento psicológico, o favoritismo vai para o americano, mas uma luta de peso-pesado é sempre uma caixinha de surpresas.

Brasil no octógono

Como de costume na grande maioria dos cards do Ultimate, o Brasil também terá seus representantes na noite de lutas na Alemanha. Coincidentemente, dois Leandros serão os responsáveis por levar a bandeira verde e amarela para o octógono. Buscapé na divisão dos leves (70 kg) e Issa na categoria dos galos (61 kg).

O primeiro acabou pegando a luta de última hora. Reza Madadi, um iraniano naturalizado sueco, deixou o card faltando pouco mais de um mês para o evento e o paulista se dispôs a medir forças com o difícil Rustam Khabilov. Até por isso que o brasileiro é considerado azarão neste duelo. Ainda de acordo com o site ‘Oddsshark.com/br’, um triunfo de Leandro Buscapé renderá R$ 3,76 por cada real investido, enquanto que uma vitória do russo gera meros R$ 1,26 para a mesma quantia.

Buscapé vinha de uma boa sequência na categoria dos leves até encontrar com Jason Sagoo em junho passado, no Canadá. O brasileiro acabou perdendo por decisão dividida dos árbitros laterais e somou sua quarta derrota na carreira que também conta com 19 vitórias, um empate e uma luta sem resultado. Por sua vez, o russo acumula dois triunfos recentes diante de Norman Parke e Chris Wade (ambas por decisão). O russo teve um início impressionante no Ultimate e chegou a lutar com Benson Henderson, ex-campeão da categoria, mas perdeu.

O outro brazuca do card também não é considerado favorito, mas a margem é menor. Leandro Issa, o ‘Brodinho’, pode gerar um retorno de R$ 2,28 por real apostado dos investidores, enquanto que uma vitória do seu oponente paga R$ 1,60, mas o duelo deverá ser bastante equilibrado se levarmos em conta os históricos dos atletas.

Ambos lutadores são adeptos do jiu-jitsu. Enquanto Brodinho conquistou nove de seus 13 triunfos por finalização, o francês venceu da mesma forma seis de suas dez vitórias. Do mesmo jeito, os dois atletas vêm de derrota no Ultimate. O brasileiro perdeu para Iuri ‘Marajó’ no UFC 190, disputado em agosto do ano passado. Já Lapilus foi derrotado por Érik Pérez no TUF América Latina 2 Finale, em novembro de 2015.

Outra luta que deve chamar a atenção dos fãs de MMA é a co-luta principal, que será disputada por Alexander Gustafsson e Jan Błachowicz. Apesar de atualmente ocupar a segunda colocação no ranking dos meio-pesados (93 kg), o sueco está pressionado por dois resultados negativos na sequência diante de Anthony Johnson e Daniel Cormier, atual dono do cinturão da categoria. Ou seja, a vitória é de extrema importância para a autoafirmação do ex-desafiante.

Com um cartel de 16 triunfos e apenas quatro derrotas, é extremamente improvável que Gustafsson perca para o polonês que sequer está entre os 15 melhores do mundo na divisão. Com isso, os investidores mais arrojados se animam, já que um triunfo de Błachowicz está gerando retorno de R$ 5,66.

Comments