Melhores Sites De Apostas

UFC 203 conta com cinco brasileiros e disputa de cinturão; confira os favoritos

A cidade de Cleveland, nos Estado Unidos, receberá neste sábado (10) o maior torneio de MMA do mundo. A atração principal do UFC 203 será a disputa de cinturão dos pesos-pesados (120kg) entre o campeão e atleta local Stipe Miocic e o experiente desafiante Alistair Overeem. Mas o Brasil estará muito bem representado com cinco lutadores nacionais em ação no octógono. O principal deles é o ex-campeão Fabrício Werdum, que medirá forças com Travis Browne.

Será a primeira defesa de cinturão de Stipe Miocic. O atleta de 34 anos conquistou o título após nocautear justamente Werdum em maio deste ano na cidade de Curitiba. Apesar da origem croata, o campeão nasceu exatamente em Cleveland e a expectativa é que o público local apoie bastante o compatriota. Mas a parada não será das mais fáceis.

Miocic terá pela frente o experientíssimo Overeem, atleta que fez história nos extintos Pride e Strikeforce. Com mais de 50 lutas na carreira, o holandês é oriundo do kickboxing e, aos 36 anos, tem a chance de coroar a longa carreira que construiu com o título mais importante do MMA. A trocação deve ditar o ritmo do duelo, já que o americano também é um exímio atleta de luta em pé, além de muito bom no wrestling.

De qualquer forma, pelo estilo agressivo e por se tratar de uma categoria onde os atletas possuem enorme força, é difícil crer que os cinco rounds de luta acontecerão sem que um dos lutadores caia antes do gongo final. De acordo com o site de estatísticas ‘Oddsshark.com/br’, o atual campeão é favorito a manter o título, mas a margem é pequena. A cada real investido em Miocic o retorno será de R$ 1,71 caso ele vença. Já um triunfo de Overeem paga melhor e pode gerar R$ 2,12.

Essa diferença é maior quando falamos de Fabrício Werdum x Travis Browne. Apesar de também ser um duelo entre pesados, o histórico e o momento estão claramente a favor do brasileiro. A vitória do gaúcho gera retorno de R$ 1,45 por cada real apostado, enquanto que o bom resultado para o namorado de Ronda Rousey trará R$ 2,71 aos seus investidores.

A explicação começa a ser desenhada pelo passado dos dois atletas. Em abril de 2014 eles se enfrentaram na Flórida, e Werdum deu uma aula de estratégia. Sabendo do forte poder de nocaute de seu adversário, o brasileiro se movimentou bastante, se manteve distante do raio de ação do americano e evitou todas as suas investidas. No fim das contas, vitória por decisão unânime do gaúcho. É verdade que Fabrício Werdum vem de derrota para Miocic, mas antes disso foram seis triunfos seguidos. Já Browne conquistou apenas duas vitórias nas últimas cinco lutas.

Mais Brasil no octógono

A participação brasileira não se resume ao ex-campeão dos pesados. Muito pelo contrário, teremos mais quatro atletas em ação neste sábado. Uma delas é a conhecida Bethe Correia, que desafiou Ronda Rousey no ano passado, mas foi nocauteada. Será apenas a segunda luta da paraibana em mais de um ano – na outra ela também perdeu - para Raquel Pennington - por decisão dividida.

Com o momento ruim da brasileira, quem se torna levemente favorita é Jessica Eye. A americana também está longe do auge de sua carreira, já que vem de uma vitória nas últimas seis lutas, mas ainda assim, segundo o site ‘Oddsshark.com/br’, a vitória de Eye gera retorno de R$ 1,69, enquanto que o triunfo de Bethe paga R$ 2,14.

Essa proporção é exatamente a mesma do duelo entre Jéssica ‘Bate-Estaca’ e Joanne Calderwood. Neste caso, no entanto, o favoritismo fica do lado brasileiro. Atual número seis do ranking, a paranaense mostrou a que veio quando nocauteou a boa Jessica Penne logo em sua estreia na divisão dos palhas (52 kg). A escocesa, por sua vez, vem de resultados positivos diante de Cortney Casey e Valerie Letourneau e conta com um cartel de 11 vitórias e apenas uma derrota como profissional.

Por fim, os outros dois brasucas que também farão parte do card do UFC 203: Francimar ‘Bodão’ e Caio ‘Monstro’. O primeiro será responsável por dar as boas-vindas ao pressionado CB Dollaway na divisão dos meio-pesados (93 kg). Já o segundo terá pela frente o perigoso Brad Tavares em duelo válido pela categoria dos médios (84 kg).

E ambos entram como azarões no octógono: se você quiser unir o útil ao agradável, tirar uma graninha a mais e torcer pelo brasileiro, essa é a chance. A vitória do Bodão gera retorno de R$ 2,50 por real investido, enquanto que se o ‘Monstro’ assustar o americano Brad Tavares, o ganho é de R$ 2,57.

Comments