Melhores Sites De Apostas
*Termos e condições se aplicam a todos os bônus oferecidos neste website. Visite a operadora para mais detalhes.

Aposte no vencedor de Álbum do Ano do Grammy 2019

Kendrick Lamar
Foto: Matt Sayles/Invision/AP

A 61ª edição da maior premiação da música americana ocorrerá em 10 de fevereiro

O Annual Grammy Awards é a premiação mais importante da indústria fonográfica americana, podendo ser considerado como um "Oscar da música". O prestígio é tanto que levar uma das estatuetas para casa é frequentemente visto como atestado de qualidade de um artista ou banda.

A categoria de Álbum do Ano de 2019 vêm com oito indicações, ao contrário das cinco usuais, com metade dos indicados tendo produzido álbuns de rap e seis deles serem trabalhos de artistas da black music. Apesar disso, a grande favorita da noite é uma artista country. Quer saber como lucrar com o vencedor de melhor álbum no próximo dia 10? Logo abaixo você pode conhecer um pouco sobre os favoritos do BetOnline.

Golden Hour - Kasey Musgraves

Quarto álbum da cantora country Kasey Musgraves, Golden Hour é o atual favorito da BetOnline para levar o grande prêmio, com odds a 3.50. O disco de sonoridade doce e influências pop concorre ainda em mais três outras categorias da premiação: Melhor Álbum de Country, Melhor Performance Solo de Country e Melhor Canção de Country. Apesar de já ter ganho dois Grammys em outras categorias, é a primeira indicação da artista ao Álbum do Ano.

O trabalho composto e produzido pela própria Kasey, em parceria com Daniel Tashian e Ian Fitchuk, arrebatou a imprensa especializada, ganhando o prêmio de álbum do ano da Associação de Música Country. Também apareceu em destaque em diversas listas de melhores do ano, como a da Rolling Stone, onde ficou em 2º lugar, e da Billboard, que considerou o 3º melhor lançamento de 2018. Golden Hour chegou a uma impressionante nota de 89, em um total de 100, no agregador de críticas Metacrític.

Black Panther: The Album

A trilha do filme Pantera Negra, produzida pelo rapper Kendrick Lamar, foi um destaque a parte e outro forte candidato, com odds a 5.00. Considerado por especialistas como um dos responsáveis pelo renascimento dos grande discos de trilha-sonora, concorre a nada menos do que oito categorias diferentes, incluindo Canção do Ano, Gravação do Ano, Melhor Canção de Rap e Melhor Performance de Rap.

Lamar, considerado por muitos como o melhor rapper de sua geração, não é novato na premiação, já tendo levado 12 estatuetas desde 2014 e sendo a quarta indicação do artista ao prêmio de Álbum do Ano. O trabalho, que mistura experimentos de hip-hop, rap, e pop, foi considerado pela crítica como uma obra sofisticada com uma mensagem poderosa, recebendo uma média de 80 no Metacritic.

Scorpion - Drake

O álbum duplo do rapper canadense Drake chega com odds a 5.50 e reúne um total de 25 faixas, que envolvem rap, hip-hop e pop. Foi produzido por um batalhão de 32 produtores e possui participações de estrelas como Jay-Z, assim como uma aparição póstuma de Michael Jackson. O álbum concorre ainda nas categorias de Gravação do Ano, Música do Ano, Melhor Canção de Rap e Melhor Performance de Rap. É a quarta indicação de Drake ao prêmio, já tendo vencido anteriormente três Grammys em outras categorias.

Scorpion foi bem divisivo entre os críticos, reunindo uma média de 67 no Metacritic. A qualidade técnica do álbum foi bastante elogiada, assim como as faixas mais focadas no hip-hop, enquanto sua extensão, e a necessidade de colocar músicas de menor qualidade para atingí-la, foi considerada sua maior fraqueza. Foi um grande sucesso comercial, estreando em primeiro lugar na parada da Billboard e batendo o recorde global de ouvintes em um só dia do Spotfy.

Dirty Computer - Janelle Monáe

Com odds a 6.00, o álbum conceito de Monáe lida com a recorrente fascinação da artista com distopias robóticas e a descoberta da própria sexualidade. Teve seu lançamento acompanhado de um curta que reunia produções em vídeo para cada uma das faixas. A mistura eclética de música negra norte-americana rendeu comparações com Prince e posições de destaque em várias listas de fim de ano, como a do New York Times, onde ficou em 1º.

É a primeira vez que um álbum da artista concorre como melhor do ano, e apesar de já ter sido indicada ao Grammy anteriormente, Monáe nunca levou uma das estatuetas para casa. Artista querida da crítica especializada, atingiu a nota 87 no Metacritic com esse trabalho, além de sua 2ª canção a figurar no top 100 da Billboard.

Outros candidatos

Um grande destaque do ano, Invasion of Privacy, estreia da rapper Cardy B (6.50), foi sucesso de público e crítica, reunindo 84 de nota no Metacritic e sendo o álbum feminino mais ouvido do ano tanto no Spotfy, quanto no Apple Music. Também dentro do gênero, foi indicado o Beerbongs & Bentleys de Post Malone (7,50), marcando a primeira vez do artista concorrendo ao Grammy, com um total de quatro indicações.

Em outros gêneros, temos ainda H.E.R. (8,00) , a compilação dos EPs da artista de R&B de mesmo nome lançados a partir de 2016, uma das cinco indicações de sua estréia na premiação. Por fim, destoando de uma lista que reúne majoritariamente artistas ligados à black music e com um som mais próximo da favorita das casas de apostas, a artista Brandi Charlile aparece com seu álbum de folk e country alternativo By The Way, I Forgive You (7,50).

Indicados ao Álbum do Ano no Grammy 2019

Odds em 16 de janeiro, de acordo com o BetOnline

  • Golden Hour - Kasey Musgraves (3.50)
  • Black Panther: The Album (5.00)
  • Scorpion - Drake (5.50)
  • Dirty Computer - Janelle Monáe (6.00)
  • Invasion of Privacy - Cardy B (6.50)
  • Beerbongs & Bentleys de Post Malone (7,50)
  • Brandi Charlile - By The Way, I Forgive You (7,50)
  • H.E.R. - H.E.R. (8,00)

Comments