Melhores Sites De Apostas
*Termos e condições se aplicam a todos os bônus oferecidos neste website. Visite a operadora para mais detalhes.

Ainda sem convencer, Brasil de Tite encara a Argentina sem Messi! Veja como apostar no clássico sul-americano

Seleção Brasileira
Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Ainda tentando se recuperar dos fracassos na Copa da Rússia, as seleções fazem um ‘amistoso’ nesta terça-feira (16), às 15h, na Arábia Saudita

Brasil e Argentina somam na história sete títulos mundiais, mas a participação das duas seleções na Copa do Mundo da Rússia foi extremamente decepcionante. Ainda em busca de identidade e afirmação de um novo trabalho, os gigantes sul-americanos se encaram em duelo quente nesta terça-feira, às 15h (de Brasília) no estádio King Abdullah, em Jedá, na Arábia Saudita. Nem é preciso dizer que esse duelo de amistoso só tem o nome.

Se a rivalidade já se acirra até em jogo de bolinha de gude, imagine quando ambas estão passando por momentos complicados. Quer acabar com a crise? Vença o rival! Enquanto o Brasil busca reconquistar a simpatia do torcedor após a dolorida derrota contra a Bélgica, a Argentina tenta juntar os cacos após um ciclo horrível, com um técnico interino no comando e sem grande parte dos principais jogadores - incluindo Lionel Messi.

Com esse cenário em mente, não é de se estranhar que a nossa seleção apareça como grande favorita no confronto nos odds do Bodog: a vitória do Brasil paga R$1,60 a cada real investido e o triunfo dos Hermanos rende R$6,00 a por real. Será que a remendada Argentina pode vencer o time de Tite nas Arábias? Veja em quem apostar nesse clássico do futebol mundial!

Tite aposta em força máxima e esquema híbrido

Antes do primeiro duelo contra a Arábia Saudita, o primeiro da data FIFA, Tite já havia deixado claro que utilizaria a chance para testar a maioria dos jogadores e rodar o elenco. Na prática, o que se viu foi um jogo sonolento, com uma seleção nada inspirada e vencendo por um burocrático 2 a 0. Para o embate contra os Hermanos, a promessa é do time, em teoria, titular em campo com as variações táticas que o técnico procura implementar nesse novo ciclo.

Falando em alterações, serão cinco mudanças: Alisson, Danilo, Miranda, Arthur e Firmino devem entrar nos lugares de Ederson, Fabinho, Pablo, Fred e Gabriel Jesus. A ideia de Tite é implementar um sistema de jogo híbrido, com variações de esquema no momento com e sem a bola - bastante utilizado por várias seleções como a Bélgica e a França no Mundial. Quando estiver atacando, a promessa é de um 4-4-2 com Neymar atuando como um segundo atacante - posição bastante popular nos anos 90. No momento defensivo, deve-se manter o clássico 4-1-4-1 do treinador.

Sem Messi, interino começa renovação

Ao contrário do Brasil, o ciclo da Argentina foi um desastre do começo ao fim: vários treinadores, classificação ao Mundial na bacia das almas é muita confusão ao longo do torneio na Rússia. Para se ter uma ideia, vários treinadores argentinos famosos recusaram o convite de dirigir a seleção e pegar uma mega “bucha” com tudo caindo aos pedaços. Coube a Lionel Scaloni, técnico do time sub-20, o papel de juntar os cacos e colocar em campo um time competitivo nos primeiros amistosos.

Nem é preciso falar que o maior desfalque dos Hermanos se chama Lionel Messi: o camisa 10 do Barcelona declarou logo após o fim da Copa do Mundo que não iria defender mais a seleção de seu país - pelo menos em 2018. Seja por aposentadoria ou por opção técnica, apenas oito jogadores que estiveram no grupo do Mundial foram convocados para esses amistosos no Oriente Médio. O primeiro teste com a nova geração, uma vitória de 4 a 0 contra o inexpressivo Iraque. Será que podem fazer frente à nossa seleção?

 Prováveis escalações

Brasil:  Alisson, Danilo, Marquinhos, Miranda e Filipe Luís; Casemiro; Arthur (Fred), Renato Augusto, Coutinho e Neymar; Firmino.

Argentina: Romero; Bustos, Pezzella, Funes Mori, Acuña; Meza, Paredes, Vázquez, Dybala; De Paul, Martínez.

  • 16/10 - 15:00:  (R$ 1,60) Brasil x Argentina (R$ 3,75); empate (R$ 6,00)
Odds em 15 de outubro, segundo o Bodog

Palpite

Quando perguntado sobre a estratégia para o duelo, o técnico Lionel Scaloni brincou dizendo: “estacionar um ônibus em frente ao gol”. Como toda brincadeira tem um fundo de verdade, espere uma Argentina mais reativa, muito batalhadora e jogando no erro brasileiro - bem diferente dos últimos encontros entre as duas equipes. Se a qualidade do time canarinho não prevalecer em um primeiro momento, os Hermanos podem surpreender!

O palpite é de uma vitória apertada, bem no estilo Tite, da seleção brasileira nas Arábias. Portanto,  a principal dica nesse duelo é a vitória do Brasil - o que paga R$1.60 a cada real investido nos odds do Bodog.

Outras opções de apostas
  • Vitória do Brasil com ambos marcando paga R$4,00 para 1
  • Duelo de três ou mais gols: paga R$2,10 para 1
  • Placar exato de 2 a 1 Brasil: paga R$9,00 para 1
  • Gol do atacante Firmino: paga R$2,90 para 1

 Outros amistosos desta terça-feira

  • 7:30 – (R$ 2,75) Japão x Uruguai (R$2,60); empate (R$ 3,20)
  • 15:45 – (R$ 1,57) Bélgica x Holanda (R$5,30); empate (R$ 3,75)  
  • 20:30 – (R$3,20) EUA x Peru (R$ 2,25); empate (R$ 3,20)
  • 21:00 – (R$ 1,45) Colômbia x Costa Rica (R$ 7,50); empate (R$ 4,20)
  • 22:45 – (R$2,15) México x Chile (R$ 3,25); empate (R$ 3,40)
Odds em 15 de outubro, segundo o Bodog

as melhores casas de apostas