Melhores Sites De Apostas

*Termos e condições se aplicam a todos os bônus oferecidos neste website. Visite a operadora para mais detalhes.

Apostas futuras para a Copa do Mundo: saiba o que mudou depois dos últimos amistosos

Foto: Cees van Hoogdalem/Soccrates/Getty Images

Enquanto o Brasil passou no teste sem Neymar, houve seleção favorita entrando em crise às vesperas do Mundial

O público que aguarda ansiosamente pelo início da Copa do Mundo da Rússia teve um aperitivo do que vem por aí na competição através dos amistosos disputados na última semana. Todos os principais postulantes ao título estiveram em campo, e enquanto alguns reforçaram sua condição de favoritos, outros mostraram que pouco têm a oferecer além do peso da camisa.

Os últimos resultados provocaram mudanças na correlação de forças entre as seleções, pelo menos no que diz respeito ao mercado de apostas. Com base nos números doBodog, mostraremos a seguir quem subiu de patamar e merece um olhar mais atento, e quais as equipes que chegarão em baixa para a mais importante competição do futebol mundial.

Brasil vence mais duas e fica bem na foto

Em fase de lua-de-mel com a torcida, a seleção brasileira de Tite disputou dois amistosos que tinham potencial para jogar seu prestígio por terra, mas que, ao contrário, mostraram que o time pode ser competitivo mesmo na ausência de Neymar.

A turnê européia do Escrete Canarinho começou com um amistoso contra os anfitriões, e no estádio onde acontecerá a final da Copa. Embora a Rússia esteja longe de ser uma potência do futebol mundial, seu time vinha evoluindo nos últimos jogos, e criou-se a expectativa de que ao menos dificultaria a vida dos pentacampeões mundiais. Ledo engano.

No primeiro tempo, o empate se manteve no placar muito em função das oportunidades perdidas pelos brasileiros, que quando acertaram o pé, na etapa complementar, chegaram sem grandes dificuldades a uma vitória por 3x0.

O jogo mais aguardado, no entanto, ainda estava por vir. Pela primeira vez desde os 7x1 da semifinal da Copa de 2014, as seleções principais de Brasil e Alemanha se enfrentaram, e embora fosse um simples amistoso, o clime de revanche era inevitável. Jogando no Estádio Olímpico de Berlim, os brasileiros não conseguiram devolver a goleada, mas deixaram o campo muito satisfeitos com a vitória por 1x0 sobre os atuais campeões e então favoritos absolutos à conquista do caneco na Rússia.

Os resultados provocaram uma ligeira mudança de patamar da nossa seleção nas cotações para a conquista do título, e se antes a equipe de Tite aparecia como a segunda força entre os principais favoritos, agora encontra-se lado a lado com os alemães, garantindo um retorno de R$ 5,50 por real apostado, de acordo com o Bodog.

Seleção da Espanha também se credencia

Para carimbar seu passaporte para a Rússia, a Espanha encarou eliminatórias bastante complicadas, e deixou os tetracampeões mundiais italianos pelo caminho. Contudo, sua seleção não aparecia entre as mais badaladas, pelo menos até os amistosos da semana passada. Disposta a conhecer suas reais chances na Copa do Mundo, a Fúria encarou os dois finalistas de 2014, Alemanha e Argentina, no intervalo de cinco dias, e saiu ainda mais fortalecida.

Em Düsseldorf, os dois últimos campeões mundiais fizeram um jogo de altíssimo nível, que terminou empatado em 1x1, com gols de Rodrigo Moreno para a Espanha e Thomas Müller para os alemães. Com uma bela assistência, o craque da Copa de 2010, Iniesta, mostrou que aos 34 anos ainda é capaz de fazer a diferença, e segue como um dos principais trunfos da seleção do seu país.

Foi na partida seguinte, contra a Argentina, em Madri, no entanto, que os comandados de Julen Lopetegui assombraram o mundo. Ressalvando-se o fato da Albiceleste não ter seu grande craque, Lionel Messi, em campo, o jogo não parecia reunir dois candidatos ao título mundial. Os donos da casa dominaram inteiramente as ações, sobretudo no segundo tempo, quando contruíram uma goleada por 6x1.

Os resultados colocaram os espanhóis definitivamente no panteão dos grandes favoritos, agora em pé de igualdade com a França, garantindo um retorno de 650% caso fique com a Taça Fifa, segundo os números doBodog.

Argentina e França na berlinda

Argentina e França foram duas seleções que saíram chamuscadas da série de amistosos. A goleada sofrida por 6x1 frente a Espanha teve o efeito de um terremoto em Buenos Aires, e hoje nem o mais otimista dos argentinos acredita que a seleção voltará a ser campeã após 32 anos. Vale lembrar que em seu compromisso anterior, a Albiceleste também deu vexame ao perder para a Nigéria por 4x2, e a paciência da torcida com o técnico Jorge Sampaoli já chegou ao limite. Internamente, sua manutenção no cargo passou a ser questionada.

Em meio a este turbilhão, as chances de nossos hermanos, naturalmente, tiveram que ser reavaliadas, e de acordo com o Bodog, a equipe chegará à Rússia como a quinta força, pagando dez vezes o valor investido caso conquiste o título.

No caso dos franceses, a derrota não foi tão humilhante, mas de todo modo, sofrer uma virada da Colômbia após estar vencendo por 2x0 em pleno Stade de France foi o suficiente para deixar os Bleus com as barbas de molho. O time, porém, não se mostrou abatido, e com uma atuação protocolar, venceu a Rússia fora de casa pelo placar de 3x1 alguns dias depois.

Os campeões mundiais de 1998 continuam devolvendo R$ 7,50 por real apostado caso voltem a conquistar o título, mas em termos de prestígio, foram superados pelos espanhóis.

Outrights para a conquista do título mundial Rússia 2018

Odds em 4 de abril, segundo o Bodog

  • 1º Brasil – R$ 5,50 / R$ 1,00.
  • 2º Alemanha – R$ 5,50 / R$ 1,00.
  • 3º Espanha – R$ 7,50 / R$ 1,00.
  • 4º França – R$ 7,50 / R$ 1,00.
  • 5º Argentina – R$ 10,00 / R$ 1,00.
  • 6º Bélgica – R$ 12,00 / R$ 1,00.
  • 7º Inglaterra – R$ 17,00 / R$ 1,00.
  • 8º Portugal – R$ 26,00 / R$ 1,00.
  • 9º Croácia – R$ 34,00 / R$ 1,00.
  • 9º Uruguai – R$ 34,00 / R$ 1,00.
  • 11º Colômbia – R$ 41,00 / R$ 1,00.
  • 11º Rússia – R$ 41,00 / R$ 1,00.
  • 13º Polônia – R$ 67,00 / R$ 1,00.
  • 14º Dinamarca – R$ 81,00 / R$ 1,00.
  • 14º México – R$ 81,00 / R$ 1,00.
  • 15º Suíça – R$ 101,00 / R$1,00.
  • 15º Suécia – R$ 101,00/ R$ 1,00.
  • 16º Egito –  R$ 151,00 / R$ 1,00.
  • 16º Islândia – R$ 151,00 / R$ 1,00.
  • 16º Sérvia – R$ 151,00 / R$ 1,00.
  • 16º Senegal – R$ 151,00 / R$ 1,00.
  • 19º Japão – R$ 201,00 / R$ 1,00.
  • 19º Nigéria – R$ 201,00 / R$ 1,00.
  • 19º Peru – R$ 201,00 / R$ 1,00.
  • 21º Costa Rica – R$ 251,00 / R$ 1,00.
  • 22º Austrália – R$ 301,00 / R$ 1,00.
  • 22º Irã – R$ 301,00 / R$ 1,00
  • 22º Marrocos – R$ 301,00 / R$ 1,00.
  • 25º Coreia do Sul – R$ 401,00 / R$ 1,00
  • 26º Tunísia – R$ 501,00 / R$ 1,00.
  • 27º Arábia Saudita – R$ 1.001 / R$ 1,00.
  • 27º Panamá – R$ 1.001 / R$ 1,00.

Comments