Melhores Sites De Apostas
*Termos e condições se aplicam a todos os bônus oferecidos neste website. Visite a operadora para mais detalhes.

Chegou a hora da final: Americano e Boavista decidem a Copa Rio

(Foto: Americano / Site Oficial / Ascom)

Bola rola às 15h00, no Ferreirão, em Cardoso Moreira.

Americano e Boavista decidem a Copa Rio nesta quinta-feira. Por ter vencido a primeira batalha por 1 a 0, o Americano joga por um empate. É bom lembrar que o gol marcado fora de casa não serve de critério de desempate na decisão. Confira abaixo palpites e prognóstico, segundo o betsson.

Histórico

A Copa Rio foi criada em 1991 para manter os clubes que não participavam do Campeonato Brasileiro em atividade. No início, até o quarteto Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco da Gama a disputavam com equipes reservas nas etapas iniciais. É bom lembrar que como a liga nacional não era concorrida em turno e returno, quando estes eram eliminados, usavam a força máxima neste torneio. Como forma de incentivar e prestigiar a Copa Rio, a federação decidiu que seu campeão seria um dos representantes do estado na Copa do Brasil.

Em 1996, os grandes decidiram não mais participar do certame, brigaram com a FERJ, e esta decidiu que o campeonato seria facultativo. Em 1996 e 1997, tivemos apenas a Copa Rio do Interior, e ela só retornaria à capital em 1998.

Hoje, as grandes agremiações seguem de fora. Vale lembrar que o campeão escolhe se deseja competir na Copa do Brasil ou na Série D do Brasileirão do ano seguinte. O vice fica com a vaga na outra contenda.

Como chegaram à final?

O Americano estreou com um dérbi do norte-fluminense contra o Macaé. No Ary de Oliveira e Souza, ele terminou sem gols. No Moacyrzão, os campistas prevaleceram: 1 a 0. Na segunda eliminatória, os alvinegros conseguiram uma boa vantagem em domicílio: 2 a 0 sobre o Bangu. Na estrada, os cariocas fizeram 1 a 0, mas foi pouco para levar para os pênaltis. Nas semifinais, o Mosqueteiro repetiu a dose contra o São Gonçalo EC: 2 a 0 em seu mando e 0 a 1 fora.

O Boavista chegou de forma invicta à decisão: na primeira etapa, desclassificou o Olaria por 0 a 0 e 3 a 1. Na segunda, acabou com o sonho do bicampeonato da Portuguesa: duas vezes 1 a 0. Na semifinal, segurou o Tigres no Los Larios por 1 a 1 e ganhou no litoral por 3 a 1.

Como o Americano construiu sua vantagem?

Em pleno Elcyr Resende, no distrito de Bacaxá, o Americano derrotou o Boavista por 1 a 0 e calou Saquarema. O gol só saiu aos 46’ do segundo tempo, através de Ramon.

A partida não foi muito emocionante e ficou amarrada pelo meio da cancha. Como atuava diante de sua torcida, o Hulk tentou agredir mais o seu oponente. Leandrão tentou duas vezes de fora da área sem maiores consequências.

No segundo tempo, os alvinegros deixaram a retranca de lado e foram buscar jogo. Percebendo a mudança de estratégia dos visitantes, Eduardo Allax mexeu em seus comandados, colocando mais atacantes em campo. Apesar disso, os forasteiros continuaram perigosos e, aos 24’, Espinho cobrou uma falta que atingiu a trave esquerda de Rafael.

Os locais insistiam nas bolas altas alçadas na área. Os campistas então se fecharam em busca de dar um contragolpe mortal. Conseguiram. Ramon aproveitou um cruzamento de Wederson para definir o primeiro embate: 1 a 0.

O público foi de 450 pagantes.

Como se prepararam para o duelo?

Depois da venda do estádio Godofredo Cruz para uma construtora, a nova casa do Americano ainda não está pronta. Por isso, ao longo de toda a temporada, o alvinegro teve que se adaptar como nômade, ora atuando na arena do arquirrival Goytacaz, ora em Cardoso Moreira. O revés sofrido na semifinal da segunda divisão contra o Índio Curumim ainda dói. O Mosqueteiro tem que jogar novamente a segundona em 2018. A conquista da Copa Rio serve de consolação.

O Boavista tem um importante reforço para sua derradeira apresentação na temporada. Felipe Augusto, artilheiro da competição com cinco gols, cumpriu a suspensão automática e tem escalação garantida.

Transmissão

O canal do Youtube da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro transmite a peleja ao vivo a partir de 15h00. Basta digitar TV FERJ.

Possíveis escalações

Americano: Adilson; Wander, Thiago, Henrique e Rafinha; Espinho, Abuda, Flávio, Ferrugem e Carlos André; Jairo Paraíba. Técnico: João Carlos Ângelo.

Boavista: Rafael; Thiaguinho Silva, Kadu Fernandes, Anderson Luiz e Júlio Cesar; Willian Maranhão, Júlio Nascimento, Léo Pimenta e Fellype Gabriel; Felipe Augusto e Leandrão. Técnico: Eduardo Allax.

Palpite

Os jogadores do Americano estão mordidos pela perda do acesso e devem entrar em campo com sangue nos olhos em busca do título. Por isso, creio em 1 a 0 para a coluna um, o que me rende R$ 2,25 / um, contra R$ 2,62 / um dos forasteiros e R$ 3,50 / um, se ninguém for melhor do que ninguém.

Outras possibilidades de apostas:
  • Placar exato: 0 a 0: R$ 9,50 / um.
  • Placar exato: Americano 2 a 1: R$ 11,00 / um.
  • Placar exato: Boavista 2 a 1: R$ 12,00 / um.
  • Hipótese dupla: Americano ou empate: R$ 1,44 para um.
  • Hipótese dupla: Boavista ou empate: R$ 1,57 para um.
  • Hipótese dupla: um vencedor: R$ 1,28 para um.
  • Intervalo / Final do jogo: Empate - Americano: R$ 5,50 / um.
  • Intervalo / Final do jogo: Americano - Boavista: R$ 26,00 / um.
  • Intervalo / Final do jogo: Boavista - Americano: R$ 23,00 / um.
  • Intervalo / Final do jogo: Empate - Boavista: R$ 6,50 / um.
  • Teremos mais de 2,5 gols no jogo? Sim, R$ 2,00 / um; ou não R$ 1,80 / um.
  • Empate anula aposta: Americano R$ 1,72 / um; Boavista R$ 2,00 / um.

Final da Copa Rio de 2017

Quarta-feira, 27 de setembro

Odds em 26 de setembro, segundo o betsson.

  • 15h00: (R$ 2,25) Americano x Boavista (R$ 2,62) (Empate R$ 3,50)

Os campeões

Copa Rio:
  • 1991 - Flamengo
  • 1992 - Vasco da Gama
  • 1993 - Vasco da Gama
  • 1994 - Volta Redonda
  • 1995 - Volta Redonda
Copa Rio do Interior:
  • 1996 - Rubro
  • 1997 - Duquecaxiense
Copa Rio:
  • 1998 - Fluminense
  • 1999 - Volta Redonda
  • 2000 - Portuguesa
  • 2001 – Não houve.
  • 2002 – Não houve.
  • 2003 – Não houve.
  • 2004 – Não houve.
  • 2005 - Tigres
  • 2006 – Não houve.
  • 2007 - Volta Redonda
  • 2008 - Nova Iguaçu
  • 2009 - Tigres
  • 2010 - Sendas
  • 2011 - Madureira
  • 2012 - Nova Iguaçu
  • 2013 - Duque de Caxias
  • 2014 - Resende FC
  • 2015 - Resende FC
  • 2016 - Portuguesa

Comments