Melhores Sites De Apostas

*Termos e condições se aplicam a todos os bônus oferecidos neste website. Visite a operadora para mais detalhes.

Grupo C na Copa do Mundo 2018: França, Austrália, Peru e Dinamarca

França é a favorita para se classificar, e a disputa pela segunda vaga deve ser emocionante

Com a França como cabeça-de-chave, o Grupo C da Copa do Mundo 2018 promete uma intensa disputa entre Austrália, Peru e Dinamarca pela segunda colocação. Os campeões mundiais de 1998 chegam à Rússia como um dos principais postulantes ao título, e não devem ter grandes dificuldades para chegar às oitavas-de-final. Os dinamarqueses são os mais cotados para ficar com a outra vaga, mas o Peru chega fortalecido pelo retorno de Guerrero, e a Austrália corre por fora para tentar surpreender.

Confira as cotas do Bumbet e saiba em quem apostar no Grupo C.

França

Comandada pelo capitão da conquista de 1998, Didier Deschamps, a França chega para a disputa da Copa do Mundo da Rússia fortalecida em relação às últimas edições, e com reais condições de brigar pelo título.

Vencedor do prêmio de revelação em 2014, o meia Paul Pogba é hoje um jogador consolidado, e nos seus pés estão depositadas as maiores esperanças  da torcida francesa. O atleta do Manchester United, no entanto, é apenas um dos craques do time, que conta ainda com os jovens Mbappé e Dembelé, além do habilidoso ponta Thomas Lemar. O volante do Chelsea N'Golo Kanté garante consistência na marcação, e a função de fazer gols fica à cargo de três artilheiros respeitáveis, Griezman, Giroud e Lacazette.

Depois de perder a final da Eurocopa para Portugal em pleno Stade de France, a equipe provou seu valor ao se classificar em primeiro lugar no Grupo A das Eliminatórias da Europa, que tinha ainda Suécia e Holanda. Os Bleus encerraram sua participação com um aproveitamento de 76,7%, e impuseram uma goleada de 4x0 sobre a Laranja Mecânica.

As cotas do Bumbet apontam que o favoritismo francês para a conquista do bicampeonato só não é maior que o de Brasil e Alemanha. Se a Taça FIFA for para Paris, o apostador receberá R$ 6,50 por cada real investido. O retorno em caso de classificação será de 4%, valor que subirá para 29% se a equipe for a primeira colocada do Grupo C. É bastante improvável que a França caia ainda na primeira fase, mas se isso acontecer o lucro será de onze vezes o valor aplicado. 

Austrália

Pelo menos na teoria, a Austrália desponta como a quarta força do grupo, e se quiser brigar por uma das vagas precisará render muito mais do que em suas últimas apresentações. 

A trajetória dos Socceroos nas Eliminatórias foi pródiga em reviravoltas, gols nos minutos finais e muito sofrimento. Depois de terminar em terceiro lugar no Grupo 2, atrás do Japão e da Arábia Saudita, a equipe precisou passar por duas repescagens até carimbar seu passaporte para a Rússia. A primeira foi no próprio continente asiático, e o gol que sacramentou a vitória sobre a Síria aconteceu apenas no segundo tempo da prorrogação. A disputa intercontinental contra Honduras foi um pouco mais tranquila.Depois de empatar em 0x0 fora de casa, os australianos venceram por 3x1 em Sidney. Em 2017, o time ainda participou da Copa das Confederações, e foi eliminado na primeira fase depois de perder para a Alemanha e empatar com Camarões e Chile.

Para surpresa geral, o técnico Ange Postecoglou resolveu abandonar o cargo logo após a classificação para a Copa. A escolha de seu substituto ficou para fevereiro, e os mais cotados são Jürgen Klinsmann e Sven Goran Eriksson. Dentro de campo, os principais expoentes do time são Aaron Mooy, Tom Rogic, e os veteranos  Mile Jedinak e Tim Cahill.

Segundo o Bumbet, se a Austrália avançar de fase pela primeira vez em sua quinta Copa do Mundo, o valor da aposta será quadruplicado. Caso consiga terminar em primeiro lugar no grupo, o lucro será de R$ 18,00/R$ 1,00. Uma eliminação precoce garantirá 22% de retorno.

Peru

Para voltar a disputar uma Copa após 36 anos, o Peru deixou pelo caminho os favoritos Chile, Paraguai e Equador nas Eliminatórias Sul-Americanas, e chega à Rússia disposto a fazer história novamente. O time dirigido pelo argentino Ricardo Gareca teve um desempenho impressionante na reta final, manteve-se invicto durante todo o ano de 2017, e no apagar das luzes conseguiu a quarta colocação que o credenciou para a disputa da repescagem contra a Nova Zelândia.

Ainda sob o impacto da suspensão de seu principal jogador, o atacante Guerrero, flagrado em um exame anti-doping, a seleção peruana garantiu a classificação com uma vitória por 2x0 no Estádio Nacional de Lima após empatar sem gols em Wellington. 

A boa notícia é que o craque teve a punição atenuada e poderá voltar a defender seu país. Ele se juntará a outros dois jogadores que também atuam no futebol brasileiro e são destaques da equipe, seu companheiro de Flamengo Trauco e o meia são-paulino Cuevas. Autor de um dos gols contra a Nova Zelândia, o veterano Farfán retorna de um período de ostracismo como candidato a protagonista.

De acordo com o Bumbet, se os sul-americanos forem eliminados na primeira fase, o retorno será de 28%. Porém, uma eventual classificação renderá 3,5 vezes o valor investido, e na hipótese da equipe terminar na liderança, o lucro será de 800%. 

Dinamarca

A seleção dinamarquesa apresenta a disciplina tática peculiar aos times nórdicos, e em uma jornada inspirada do meia Eriksen é capaz de feitos como as goleadas de 4x0 sobre a Polônia e 5x1 frente à Irlanda do Norte.

Contudo, é uma equipe que peca pela irregularidade, e frequentemente se apresenta de forma burocrática e pouco efetiva. Por esta razão, não conseguiu fazer frente aos poloneses no Grupo E das Eliminatórias, e terminou em segundo lugar, com cinco pontos a menos. 

O técnico Åge Hareide aposta todas as suas fichas em Eriksen, e acredita que o jogador do Tottenham será a estrela da Copa. O time joga em função do meia, em um esquema 4-3-3 que tem ainda os atacantes Nicolai Jorgensen , Andreas Cornelius e Nicklas Bendtner, além do também meio-campista Thomas Delaney, do Werder Bremen. Na defesa, o homem de confiança é o capitão Simon Kjaer.

Se atingir todo o seu potencial, a Dinamarca tem tudo para se classificar, e garantir ao apostador um lucro de 60%. Caso termine na primeira colocação, o retorno será de R$ 5,50/R$ 1,00. Porém, se o time for eliminado o apostador resgatará 2,2 vezes o montante investido.

Apostas no Grupo C

Avançará a partir da fase de grupos:

Odds em 28 de dezembro, segundo o Bumbet

  • França: R$ 1,04
  • Dinamarca: R$ 1,60
  • Peru: R$ 3,50
  • Austrália: R$ 4,00
Não avançará a partir da fase de grupos:

Odds em 28 de dezembro, segundo o Bumbet

  • Austrália: R$ 1,22
  • Peru: R$ 1,28
  • Dinamarca: R$ 2,25
  • França: R$ 11,00
Apostas nos jogos:

Odds em 28 de dezembro, segundo o Bumbet; horário de Brasília

  • 16/06, 07:00 – (R$ 1,25) França x Austrália (R$ 11,00); empate (R$ 6,00)
  • 16/06, 13:00 – (R$ 3,50) Peru x Dinamarca (R$ 2,15); empate (R$ 3,25)
  • 21/06, 09:00 – (R$ 1,77) Dinamarca x Austrália (R$ 4,20); empate (R$ 3,80)
  • 21/06, 12:00 – (R$ 1,36) França x Peru (R$ 8,00); empate (R$ 4,80)
  • 26/06, 11:00 – (R$ 5,54) Dinamarca x França (R$ 1,66); empate (R$ 3,75)
  • 26/06, 11:00 – (R$ 3,38) Austrália x Peru (R$ 2,23); empate (R$ 3,28)

Comments