Melhores Sites De Apostas
*Termos e condições se aplicam a todos os bônus oferecidos neste website. Visite a operadora para mais detalhes.

Grupo Sul da Copa América 2020: Argentina, Uruguai e Chile são os favoritos

Argentina
Foto: AP Photo/Michael Sohn

A definição dos grupos da Copa América 2020 tirou três candidatos ao título do caminho do Brasil na primeira fase. Com a adoção de um critério geográfico para dividir os times entre as duas chaves, Argentina, Uruguai e Chile ficaram no Grupo Sul, com o Brasil no Grupo Norte. Isso significa que o grupo sediado na Argentina promete ter uma disputa mais acirrada, já que reúne três dos países com melhores cotações nos sites de apostas em futebol, como o Bodog. Os argentinos, por sinal, largaram na frente como principais favoritos ao título, à frente inclusive do Brasil.

Além da Argentina de Lionel Messi, do Uruguai de Suárez e Cavani e do Chile de Sánchez e Vidal, três equipes de nível inferior completam o Grupo Sul: Paraguai, Bolívia e Austrália, essa última convidada pela Conmebol. Para quem pretende apostar na Copa América 2020, fica claro que esses três times são azarões, mas vale lembrar que a fase de grupos classifica quatro das seis equipes de cada chave. Ou seja: paraguaios e australianos têm chances reais de avançar, com os bolivianos um pouco atrás. Os jogos do Grupo Sul serão disputados em cinco cidades: Buenos Aires, La Plata, Córdoba, Mendoza e Santiago del Estero.

Argentina

A cobrança da torcida por um título e a provável presença de Messi, em uma das últimas chances de faturar um troféu com a equipe nacional, transformam a anfitriã do Grupo Sul na grande favorita da Copa América, pagando R$ 3,00 para 1 em caso de título no Bodog. O jejum que dura desde 1993 motiva a equipe do técnico Lionel Scaloni, que vê no Brasil a principal ameaça à quebra da escrita – afinal, a seleção de Tite vem logo atrás na lista dos maiores candidatos ao título. Além de Messi, outros medalhões como Agüero, Otamendi e Dybala devem ser convocados, mas Scaloni também prepara espaço para novos nomes, como Lautaro Martínez, Lo Celso, Mac Allister e De Paul.

Uruguai

O maior campeão da história da Copa América, com quinze conquistas, é um adversário de respeito na edição 2020. Ainda sob o comando do experiente Óscar Tabárez, o Uruguai deve chegar rejuvenescido pois vários jovens atletas do país estão brilhando na Europa. O principal deles é o meia Valverde, que virou titular do Real Madrid. Vecino, da Inter de Milão, Betancur, da Juventus, e Torreira, do Arsenal, também se destacam. E na frente, é claro, a Celeste conta com uma dupla já lendária: Suárez e Cavani. Se o Uruguai faturar seu 16o título sul-americano, o retorno será de R$ 10,00 para 1 no Bodog

Chile

A conquista do bicampeonato da Copa América, em 2015 e 2016, marcou época para os chilenos. Depois da consagração daquela equipe, a seleção caiu um pouco, apesar de ainda contar com nomes como Vidal e Sánchez. Em 2019, no Brasil, o Chile ficou na quarta colocação. O técnico é o colombiano Reinaldo Rueda, que deixou o Flamengo para pegar o cargo no Chile. Outro velho conhecido do torcedor brasileiro é o volante Aránguiz, ex-Inter e hoje no Bayer Leverkusen.

Paraguai

A seleção paraguaia deu um susto no Brasil na Copa América do ano passado, levando o duelo válido pelas quartas-de-final para os pênaltis. A campanha na primeira fase, porém, não foi boa, e o time do técnico Eduardo Berizzo terá de mostrar melhor futebol se quiser avançar dentro de um grupo tão difícil como o deste ano. O capitão é Balbuena, com boa passagem pelo Corinthians, e o goleiro é Gatito Fernández, do Botafogo. Gómez, zagueiro do Palmeiras, é outro bom valor da equipe.

Bolívia

A seleção boliviana vive uma entressafra, com poucos jogadores de bom nível. A equipe atual está bem distante dos melhores times da história do país, como o que conquistou a vaga na Copa do Mundo de 1994 e o que chegou à final da Copa América de 1997. Tanto que o técnico César Farias deve convocar uma equipe formada quase que exclusivamente por atletas em atividade no próprio país, pois há poucos jogadores bolivianos nas ligas de melhor nível no exterior.

Austrália

Em sua primeira participação na Copa América, a seleção australiana tem chances reais de alcançar os mata-matas, já que deve brigar com o Paraguai pela última vaga no grupo. Sob a batuta do técnico Graham Arnold, a equipe conta com vários atletas em atividade nos campeonatos da Inglaterra e Escócia. O estilo de jogo da equipe, bastante físico, tem tudo para encaixar bem com o torneio, principalmente nos confrontos com os times do Grupo Sul. Pode até ser uma surpresa na competição.

Apostas no Grupo Sul

Sexta-feira, 12 de junho

  • (R$ 1,54) Argentina x Chile (R$ 6,25); empate (R$ 3,75)
Odds para os jogos da primeira rodada, segundo o Spin Sports:

Sábado, 13 de junho

  • (R$ 9,00) Austrália x Uruguai (R$ 1,35); empate (R$ 4,45)
  • (R$ 1,52) Paraguai x Bolívia (R$ 6,75); empate (R$ 3,65)