Melhores Sites De Apostas
*Termos e condições se aplicam a todos os bônus oferecidos neste website. Visite a operadora para mais detalhes.

Palpites para o jogo de ida entre Junior Barranquilla x Atlético-PR pela final da Copa Sul-Americana 2018, com Patrícia Fagundes

Uma vitória brasileira na Colômbia paga R$ 3,45 para R$ 1,00. Mas será que o Furacão está com toda essa bala na agulha? Veja a nossa dica de aposta.

O primeiro jogo da final da Copa Sul-Americana 2018 acontece nessa quarta-feira (05) e somos todos Brasil. O Atlético-PR terá a chance de levantar sua primeira taça por uma competição internacional, mas para isso, é preciso fazer um bom jogo na Colômbia e que pode ser decisivo para o clube ser campeão no Paraná, no duelo de volta.

Temos motivos para acreditar no Furacão

O Atlético-PR chega muito inteiro para a decisão da final da Copa Sul-Americana 2018. Sem nenhum desfalque, o Furacão já leva vantagem na escalação, afinal o time da casa perdeu um dos seus líderes em campo, o capitão Teo Gutiérrez, expulso no último jogo contra o Santa Fé. Gutierrez é um dos artilheiros da equipe colombiana e terá que assistir o jogo apenas das arquibancadas. Fuentes, lateral-esquerdo, também foi expulso na última partida e fica de fora nesse jogo. Me parece que os ares sopram a favor do clube brasileiro nessa final.

Diferente do Atlético-PR, que já terminou os seus compromissos com o Brasileirão no último final de semana, o Junior ainda precisa pensar na decisão pelo Torneio Clausura, justamente no dia 08 de dezembro (sábado), competição que não vence desde 2011. O clube ou terá que abrir mão da decisão nacional, colocando um time alternativo em campo, ou corre o risco de perder as duas finais, pois pode acabar exigindo demais dos atletas.

O Atlético-PR não costuma ter um bom desempenho fora de casa, mas...

Sim, vamos concordar que o Furacão tem como principal arma a Arena da Baixada, onde a sua torcida cria todo o clima para grandes jogos. Também vamos concordar que o Atlético-PR não é um bom visitante, mas precisamos aceitar o fato de que o time de Tiago Nunes cresceu muito nessa reta final de temporada. Se olharmos para as últimas cinco partidas da equipe longe do seu estádio, o aproveitamento foi muito bom, sofrendo uma única derrota.

Na Copa Sul-Americana, o Furacão perdeu como visitante em apenas uma ocasião, contra o Newells Old Boys, mas naquela situação, a equipe paranaense poderia perder por até 2 gols de diferença, já que tinha conquistado o placar de 3 a 0 na ida; ainda que a equipe argentina tenha vencido por 2 a 1, não foi suficiente para tirar a vantagem brasileira. Depois disso, o Atlético-PR nem sequer empatou fora de casa e o seu adversário mais difícil foi o Bahia, que conseguiu vencer o Furacão na Arena da Baixada e levar a decisão das quartas de final aos pênaltis.

Olhando para os placares do Atlético-PR tanto em casa quanto fora, podemos notar uma boa diferença nos números em relação aos jogos que o Junior passou para chegar à final, pois em quase todas as partidas a equipe colombiana se classificou com placares apertados, ao passo que o CAP buscou vantagens maiores.

Junior: um time cheio de superstições, mas previsível em campo

O Junior Barranquilla é conhecido pela superstição e situações curiosas. Teve uma coruja (sim, ela era de verdade), conhecida como um segundo amuleto do clube, talvez mais influente que o próprio tubarão, mascote oficial. Dizem que a coruja tirou a “zica” da equipe quando sentou na trave do rival e o Junior venceu um jogo, lá em 1996. Tem estátua e tudo no estádio Metropolitano Roberto Meléndez, como homenagem ao bicho. Além disso, Shakira, sim, aquela mesma que você conhece, é super fã do Junior e ia aos jogos com o pai quando pequena. E não fale mal da cantora por lá hein, pois tem até estátua na praça em homenagem a ela. E se você não lembra, Garrincha já passou pelo clube do Junior; tudo bem se você não lembrou, afinal já faz muito tempo e talvez como eu, você nem era nascido(a); e também pelo fato de ele ter jogado uma única partida e logo em seguida ter retornado ao Flamengo, contrato curto né?

Embora tenha sua história e suas superstições, há algumas coisas que não podem mudar até o momento do apito inicial e o estilo de jogo é uma delas. O Junior é um time bastante previsível em campo, com transição lenta e que permite que o adversário pense nas ações a serem tomadas. E ainda perde uma peça chave, seu capitão Teo Gutiérrez, um líder dentro das quatro linhas, que poderia dar uma dinâmica diferente para o elenco.

O peso é o mesmo: ambos querem o primeiro título continental

A taça é importante para o clube brasileiro da mesma maneira que é para o colombiano. Até o momento, nenhum dos times conquistou feito tão importante. O Junior chegou perto da decisão no ano passado na Copa Sul-Americana, mas foi eliminado pelo Flamengo nas semifinais; em 1994, o clube chegou a mesma fase na Copa Libertadores, mas na ocasião foi o Vélez Sársfield que eliminou a equipe da Colômbia.

Enquanto o Junior Barranquilla bateu na trave por duas vezes e não chegou a uma final, o Atlético-PR conseguiu tal feito, quando perdeu o título da Copa Libertadores de 2005 para o São Paulo, sendo derrotado por 5 a 1 no placar agregado. Em 2006, o Furacão foi semifinalista da Copa Sul-Americana, mas o sonho acabou com mais um placar agregado de 5 a 1 contra o Pachuca, que viria a ser o campeão daquele ano.

Palpite Junior Barranquilla x Atlético-PR

São duas equipes sem grandes presenças no cenário nacional em que atuam, mas que poderão fazer história a partir dessa quarta-feira (05). O futebol do Junior que presenciei em jogos anteriores ao da final me fazem acreditar que o Furacão tem grandes chances de conseguir levar esse título. Ainda que tenha bom setor defensivo, o ataque do Junior não me passa confiança e ainda perdeu um dos principais homens para esse jogo importante. Atuando de forma um pouco mais defensiva, acredito perfeitamente que o Atlético-PR consiga trazer no mínimo um empate para decidir o título no Brasil, onde o torcedor quer estar, na Arena da Baixada. Com esse cenário, vamos de chance dupla, empate ou Furacão, pagando R$ 1,66 para R$ 1,00 no betsson.

Se você acredita que o Junior não segura o Atlético-PR já no primeiro jogo, não tenha medo, pois o prêmio é muito bom, retornando R$ 3,45 para R$ 1,00 no betsson. Acredito demais no elenco de Tiago Nunes e vejo enorme potencial para o Furacão levantar essa taça.

Final Copa Sul-Americana 2018 – jogo de ida

Quarta-feira, 28 de novembro

Odds em 12 de novembro, segundo o betsson:

  • 22:45 – (R$ 2,07) Junior x Atlético-PR (R$ 3,45); empate (R$ 3,00) – Palpite: Dupla chance – empate ou Atlético-PR

as melhores casas de apostas

Comments