Melhores Sites De Apostas
*Termos e condições se aplicam a todos os bônus oferecidos neste website. Visite a operadora para mais detalhes.

Brasileiro chega como favorito em disputa de cinturão no UFC

Foto: Reprodução/Instagram

Deiveson Figueiredo é mais cotado para ser novo campeão peso-mosca do UFC  

O Brasil, atualmente com dois títulos em posse no UFC, ambos conquistados por Amanda Nunes, terá a chance de assumir o cinturão dos moscas através de Deiveson Alcântara. A maior organização de MMA do planeta planeja a revanche entre o brasileiro e Joseph Benavidez para o dia 18 de julho, ainda sem local para acontecer. O “Deus da Guerra” é o grande favorito no duelo, segundo o Bodog.  

Favoritismo 

Pra quem não sabe, Deiveson já até deveria ser o campeão da categoria até 56kg, e só não é por conta de um vacilo do próprio. Em fevereiro, quando enfrentou Benavidez no primeiro encontro, o brasileiro falhou no corte de peso. Em disputas de cinturão, não há tolerância em relação ao corte de peso. Com isso, ficou definido que apenas o americano poderia se tornar campeão com a vitória, uma vez que ele fez sua parte. Mas nem por isso Deiveson deu mole. Ele nocauteou o rival no segundo round e foi pra casa feliz, mesmo sem o cinturão. 

Benavidez é um atleta de elite da categoria. O brasileiro não pode deixar a confiança falar mais alto. O americano merece atenção e vai voltar mais forte para a revanche, que deve representar a última chance pelo título na carreira. Deiveson acumula um cartel de 18 vitórias em 19 lutas na carreira. Sua única derrota aconteceu contra o compatriota Jussier Formiga, em 2019. De lá para cá, foram três vitórias consecutivas, sendo uma via decisão, uma via finalização e uma via nocaute.  

Deiveson vive grande fase e tá batendo pesado. Benavidez é um atleta mais técnico, pode levar vantagem numa luta de cinco rounds, mas uma vez que o brasileiro já sabe o caminho da vitória fica difícil não tratá-lo como favorito.     

Momento do Brasil 

Além de Deiveson Figueiredo, outros três brasileiros podem alcançar o cinturão do UFC ainda em 2020. Paulo Borrachinha, José Aldo e Gilbert Durinho estão a um passo do título. O primeiro aguarda a confirmação do UFC em relação a data e local para a disputa de cinturão dos médios contra Israel Adesanya. Aldo, ex-campeão dos penas, foi confirmado por Dana White na luta válida pelo título vago dos galos, contra Petr Yan, enquanto Gilbert Durinho assumiu a primeira posição no ranking oficial dos meio-médios e vive a iminência de ser convocado para disputar o título contra o amigo e companheiro de treinos Kamaru Usman.    

Odds para o UFC 250 

Odds em 5 de junho, segundo o Bodog 

(R$ 1,44) Deiveson Alcâncatara x Joseph Benavidez (R$ 2,75)