Melhores Sites De Apostas

*Termos e condições se aplicam a todos os bônus oferecidos neste website. Visite a operadora para mais detalhes.

Moleza ou armadilha? Casas de apostas apontam Joanna Jedrzejczyk como favorita contra Rose Namajunas em revanche no UFC 223

Apesar de ter vencido a primeira luta por nocaute no primeiro round, americana é tratada como azarão em casas de apostas e rende lucro alto

O UFC 223 só acontece no próximo dia 7 de abril, em Brooklyn, Nova York (EUA), mas é bom começarmos a falar desse evento que conta com diversas lutas empolgantes. Serão duas disputas de cinturão em jogo, e uma delas é o assunto escolhido para essa semana. Depois de chocar o mundo com um nocaute arrasador no primeiro round em novembro passado, contra Joanna Jedrzejczyk, Rose Namajunas, campeã peso-palha feminino defende o título em revanche imediata contra a polonesa. E apesar do triunfo no primeiro encontro ela não é tratada como favorita. É justificável, mas nada melhor do que uma análise para explicar tal fenômeno. No UFC 223, apostar na campeã pode render 110% de lucro aos investidores de plantão.

Rose Namajunas Vs. Joanna Jedrzejczyk

A co-luta principal do UFC 223 coloca frente a frente pela segunda vez Rose e Joanna. O primeiro encontro aconteceu em novembro do ano passado. Também em Nova York, Namajunas chocou o mundo ao atropelar a então campeã com um nocaute arrasador no primeiro round. Foi um dos momentos mais espetaculares dos últimos tempos no mundo das lutas. A americana ignorou as provocações de Jedrzejczyk e arrebentou dentro do cage, conquistando o título da divisão. Meses depois, elas se reencontram. Mas se engana quem pensa que a facilidade que Rose teve para vencer o primeiro duelo fará dela favorita numa revanche. A leitura que eu e muitos fazem é que Joanna entrou na luta confiante demais e subestimou a rival. Claro que Rose tem talento e capacidade de vencer. Mas do jeito que foi, ficou claro que Jedrzejczyk nem sonhava lidar com o que encarou.

Historicamente, campeões dominantes que perdem seu cinturão e tentam recuperá-lo em uma revanche imediata não conseguem sucesso. Mas no caso de Joanna a história é um pouco diferente. Apesar de ter emplacado um reinado que rendeu cinco defesas de título consecutivas na divisão, Joanna é jovem, tem 30 anos e está longe de ver a carreira entrar em declínio. Aposto dizer que ela chegará com a mesma postura provocadora de sempre, mas com a diferença de que dentro do octógono o foco estará no lugar. 

Odds em 29 de março, segundo o Bodog
  • (R$ 1,71) Joanna Jedrzejczyk Vs. Rose Namajunas (R$ 2,10)

Análise

Rose é capaz de vencer a luta mais uma vez, sem dúvida, mas Joanna deve chegar mais pronta dessa vez. A polonesa deve tentar manter a distância na trocação em pé e começar o duelo em um ritmo mais acelerado. Ela começou tão devagar na primeira luta que Rose passou por cima de forma incrível. Namajunas é craque no jiu-jitsu, e pode buscar essa arma contra Joanna, se estiver em apuros, enquanto Jedrzejczyk me parece mais interessada em devolver o nocaute ou conquistar um triunfo indiscutível, após cinco rounds, na decisão dos juízes.

Vale lembrar que o terror psicológico imposto por Joanna antes da primeira luta foi muito falado. A polonesa chegou a fazer a rival chorar nos bastidores tamanha a pressão de seu jogo psicológico. Mas nada disso adiantou contra a americana. Acredito que Jedrzejczyk voltará com a mesma postura, ajustando apenas a cabeça no momento que o cage se fechar no dia 7 de abril.

Pegadinha

É muito difícil ver uma campeã ou campeão como azarão numa luta no UFC. É raro de se ver. As casas de apostas acertam com uma margem considerável. E por conta de tudo o que já foi analisado, Joanna chega como favorita mesmo tendo perdido a primeira luta. Não que tenha sido sorte de Rose, mas com a cabeça no lugar, Joanna é uma lutadora fenomenal. Ao menos ela deveria oferecer um combate mais duro. Perder daquela forma não condiz com sua carreira. Embora seja bem atraente apostar em Namajunas, que é a atual campeã e nocauteou Joanna em sua última luta, investir na chance de garantir 110% pode ser uma armadilha. Joanna não é favorita à toa e mesmo que seu lucro seja menor, ainda assim é considerável. Não é uma disparidade grande. É uma aposta levemente segura com um lucro decente.

Palpite: Joanna Jedrzejczyk

Acesse o Bodog para apostar no UFC

Comments