Melhores Sites De Apostas
*Termos e condições se aplicam a todos os bônus oferecidos neste website. Visite a operadora para mais detalhes.

UFC 198

A cidade de Curitiba promete entrar para a história no dia 14 de maio, quando a Arena da Baixada se tornará o primeiro estádio brasileiro a receber uma edição do maior torneio de MMA do mundo. O UFC 198 trará algumas das maiores estrelas nacionais do esporte e terá Fabricio Werdum colocando o seu cinturão dos pesados em jogo diante de americano de origem croata Stipe Miocic na luta principal da noite.

Além do campeão, nomes como Anderson Silva, Vitor Belfort, Maurício ‘Shogun’, Rogério ‘Minotouro’, Demian Maia e Cris ‘Cyborg’ farão parte do estrelado card paranaense que tem tudo para ser o melhor já realizado pelo Ultimate em solo nacional.

Após quase um ano parado, Werdum retorna ao octógono para fazer sua primeira defesa do cinturão linear que conquistou ao finalizar Cain Velasquez em julho do ano passado. Aos 38 anos, o brasileiro parece viver o seu melhor momento na carreira com seis vitórias consecutivas desde que retornou ao Ultimate – incluindo nomes como Rodrigo ‘Minotauro’, Travis Browne e Mark Hunt.

Mas ele não encontrará tarefa fácil pela frente. Do outro lado do cage estará Stipe Miocic, atleta de 33 anos e que venceu cinco das suas últimas seis lutas. Especialista em wrestling e também adepto da trocação, o norte-americano deverá fazer de tudo para manter a luta em pé e evitar o excelente jiu-jitsu de Fabricio Werdum.

Lutando em casa novamente após quase três anos, o gaúcho deverá contar com cerca de 45 mil pessoas o incentivando, o que ajuda a o tornar favorito nas bolsas de apostas (1.58, de acordo com o site ‘bet365’). A favor de Miocic (2.40) pesa o fato de o americano já ter lutado no Brasil e se dado bem. Foi em 2014, quando nocauteou Fabio Maldonado em apenas 35 segundos de luta.

Spider em ação

Outra luta imperdível do UFC 198 será o duelo entre os pesos médios (84 kg) Anderson Silva e Uriah Hall. Atravessando um péssimo momento na carreira, o Spider precisa da vitória para mostrar aos fãs que, mesmo aos 41 anos, ainda tem lenha para queimar e pode voltar a figurar entre os melhores da categoria.

Anderson não sabe o que é uma vitória oficial desde 2012. De lá para cá, o brasileiro acumulou três derrotas e um triunfo que depois foi retirado por conta do flagra no exame antidoping antes da luta contra Nick Diaz, em janeiro de 2015. Ainda assim, o paulista (1.70) é considerado favorito diante de Hall (2.20).

Aos 31 anos, o jamaicano naturalizado americano possui um cartel de 12 vitórias e seis derrotas. Em seu último combate, Hall perdeu por decisão unânime para Robert Whittaker em novembro de 2015. Conhecido como ‘Homem Ambulância’ por ter mandado alguns adversários para o hospital durante a sua participação no TUF 17, o atual décimo colocado do ranking oficial dos médios do UFC chegou a admitir ter ficado surpreso quando recebeu a ligação do Ultimate para enfrentar Anderson, a quem ele demonstra muito respeito.

“Eu estou com uma mistura de sentimentos sobre essa luta. Às vezes é empolgação, às vezes nervosismo. É tipo: ‘Meu Deus, eu vou enfrentar esse cara. Estou tão animado’. E depois: ‘Meu Deus. Eu vou enfrentar esse cara. Como assim?’. É nesse estilo”, confessou o jamaicano em entrevista ao site ‘MMA Junkie’.

Mais estrelas

O card curitibano ainda conta com duelos espetaculares, como a penúltima luta da noite, que colocará frente a frente Ronaldo ‘Jacaré’ (1.30) e Vitor Belfort (3.50). O duelo deve definir quem será o próximo desafiante ao cinturão dos médios (84 kg), que hoje pertence a Luke Rockhold.

Outa aparição mais do que especial será a da brasileira Cris ‘Cyborg’. Tentando entrar no Ultimate há anos, ela fará sua estreia na organização em peso casado (até 63,5 kg), já que sua categoria (até 66 kg) não existe no evento. Quem topou o enorme desafio de encarar atual campeã do Invicta FC – e considerada uma das melhores lutadoras em atividade - foi a americana Leslie Smith, que acumula duas vitórias e duas derrotas pelo UFC.

Já Maurício ‘Shogun’ tentará sua segunda vitória consecutiva diante do duro Corey Anderson. O brasileiro acumula quatro reveses e apenas dois triunfos nas últimas seis lutas, mas derrotou Minotouro em seu combate mais recente. Já o americano vem embalado por três resultados positivos – todos por decisão dos juízes.

Ainda no card principal, Demian Maia terá mais um duro teste ao medir forças com Matt Brown. O brasileiro não perde há quatro lutas e se vencer ficará muito próximo de disputar o cinturão da categoria dos meio-médios (77 kg). O americano vem de triunfo diante de Tim Means, mas antes disso foi derrotado por Robbie Lawler e Johny Hendricks.

Comments