Melhores Sites De Apostas

*Termos e condições se aplicam a todos os bônus oferecidos neste website. Visite a operadora para mais detalhes.

UFC 220 coloca recorde, cinturões e lucros de até 255% em jogo

A temporada de 2018 já começou dentro do octógono. Depois de um bom evento ocorrido em St. Louis, no último domingo (14), o UFC 220, que acontece em Boston (EUA), chega com duas disputas de cinturão e quatro brasileiros em ação. O evento conta com as apresentações de Thomas Almeida, Gleison Tibau, Alexandre Pantoja e Francimar Bodão, além de colocar os títulos dos meio-pesados e dos pesados em jogo com Daniel Cormier Vs Volkan Oezdemir e Stipe Miocic Vs Francis Ngannou, respectivamente. A noite de lutas oferece chances de lucros de até 255% aos investidores do mundo das lutas.

Stipe Miocic Vs. Francis Ngannou

A disputa de cinturão dos pesados entre Miocic e Ngannou é uma das mais emplgantes dos últimos tempos. Não que as lutas que antecederam o embate fossem inexpressivas. Mas o encontro de dois rivais poderosos, em grande fase, de características peculiares e que se encaram com um recorde em jogo fazem a luta ganhar brilho e gerar um interesse público enorme.

De um lado, Stipe Miocic. O campeão dos pesados do UFC alia a profissão de lutar com a função de bombeiro. Técnico, feroz e frio, o americano tem a missão de apagar o fogo de Francis Ngannou, que teve uma ascensão meteórica na divisão dos pesados. Miocic é especialista em boxe, mas também conta com boas derrubadas. Já Ngannou, tem um verdadeiro coice nos punhos e seu poder de nocaute é sua maior arma no combate, embora ele também tenha um jogo afiado de jiu-jitsu.

A empolgação gerada pelas últimas lutas de Ngannou é tão grande que provocou também uma mudança incomum nas casas de apostas. Embora Stipe Miocic esteja a uma vitória de quebrar o recorde de defesas de título dos pesados (três) do UFC e entrar para a história, o americano é o azarão. O poder arrebatador de Ngannou fez do camaronês favorito. Segundo o Bodog, o triunfo de Francis rende um lucro de apenas 57%, enquanto a manutenção do cinturão de Miocic oferece 145% aos investidores.

É uma disputa de cinturão dos pesados e, mais do que nunca, tudo pode acontecer. Mas devido ao momento e ao brilho que Francis Ngannou vem desempenhando, acredito que estamos diante de uma nova Era na categoria.

Palpite: Francis Ngannou (por nocaute, claro)

Daniel Cormier Vs Volkan Oezdemir

A co-luta principal do UFC 220 fica por conta de Daniel Cormier e Volkan Oezdemir. Os meio-pesados se encaram em duelo válido pelo cinturão. Será a primeira luta de Cormier desde a derrota por nocaute para Jon Jones. Ele recebeu o título de volta após o flagra de Jones em novo caso de doping. Oezdemir teve uma ascensão rápida no UFC e irá disputar o título com apenas três lutas (e três vitórias) no octógono.

Apesar de ter um poder de nocaute respeitável, Oezdemir não tem tantas armas tampouco a experiência de Cormier. Por isso, acho que Daniel pode vencer tanto em pé quanto no chão, onde é especialista em wrestling e tem um jiu-jitsu apurado. O campeão deve manter o título com um triunfo entre o segundo e o terceiro round. A chance de Oezdemir é acertar um golpe seco e fulminante, o que é pouco improvável para um cara que só perdeu para Jon Jones na carreira - e venceu as outras 19 lutas de sua carreira.

Palpite: Daniel Cormier

Thominhas, Tibau, Pantoja e Bodão em ação

Mais do que duas disputas de cinturão de alto calibre, o UFC 220 coloca quatro brasileiros dentro do octógono. Thomas Almeida e Gleison Tibau são os destaques. O primeiro volta ao cage após perder para o top dos galos Jimmie Rivera. Thominhas encara Rob Font. É uma luta que tem tudo para ser movimentada, mas o brasileiro é ligeiramente favorito devido à sua agressividade e resistência na trocação. Já Tibau, aos 34 anos, volta ao octógono após dois anos de suspensão. Ele foi flagrado no antidoping em 2015 e só agora poderá voltar ao evento. Ele encara um rival duro, que vem de duas vitórias consecutivas. O estilo de derrubadas de Islam Makhachev deve minar o brasileiro, que pode acabar cansando durante o duelo.

Palpites: Thomas Almeida e Islam Makhachev

Dicas de apostas
  • Invicto no UFC após duas lutas, Alexandre Pantoja é o favorito para garantir 69% de lucro contra Dustin Ortiz
  • Calvin Kattar pode garantir um dos maiores lucros da noite. Se vencer Shane Burgos, ele paga 155%
  • Apesar de ter duas derrotas consecutivas, Gian Villante é favorito e tem mais armas para bater Francimar Bodão

Lutas do UFC 220

Card principal

Odds em 18 de janeiro, segundo o Bodog

  • (R$ 2,45) Stipe Miocic Vs. Francis Ngannou (R$ 1,57)
  • (R$ 1,29) Daniel Cormier Vs. Volkan Oezdemir (R$ 3,55)
  • (R$ 2,55) Calvin Kattar Vs. Shane Burgos (R$ 1,52)
  • (R$ 1,58) Gian Villante Vs. Francimar Bodão (R$ 2,40)
  • (R$ 1,83) Thomas Almeida Vs. Rob Font (R$ 1,90)
Card preliminar
  • (R$ 1,74) Brandon Davis Vs.Kyle Bochniak (R$ 2,05)
  • (R$ 1,44) Abdul Razak Alhassan Vs. Sabah Homasi (R$ 2,75)
  • (R$ 1,69) Alexandre Pantoja Vs. Dustin Ortiz (R$ 2,15)
  • (R$ 1,66) Julio Arce Vs. Dan Ige (R$ 2,20)
  • (R$ 1,44) Enrique Barzola Vs. Matt Bessette (R$ 2,75)
  • (R$ 1,42) Islam Makhachev Vs. Gleison Tibau (R$ 2,85)

Comments