Melhores Sites De Apostas

Danny Garcia e Keith Thurman fazem duelo de invictos no ringue e pagam mais de 44%

Foto: Elsa/Getty Images

Com longo currículo, os dois boxeadores medem forças com cifras interessantes

Neste sábado, o boxe nos reserva uma luta mais do que especial na Barclays Center, no Brooklyn, Nova York. Temos pela frente dois pugilistas que nunca foram derrotados na carreira e que entram no ringue defendendo seus cinturões do Peso meio-médio. O resultado disso são odds bem interessantes para o confronto entre o campeão do Conselho Mundial, Danny Garcia, e o da Associação, Keith Thurman. Só o retorno para o vencedor garante no mínimo 44% de lucro, de acordo com dados do Bet365.

Com 33 vitórias, sendo que 18 por nocaute, Danny Garcia tem, sem dúvida, o maior desafio da sua carreira. Vai enfrentar Keith Thurman, que também tem um currículo impecável, com 27 triunfos, sendo 22 derrubando um adversário ao longo dos assaltos. Portanto, se quiser sair com um resultado positivo, que vale R$ 2,75 por cada real, vai ter que fazer uma luta ofensiva bem superior às que já fez até o momento. É um cenário bem diferente do que teve em suas últimas apresentações, contra Robert Guerrero e Samuel Vargas, quando passou boa parte do combate bloqueando e fugindo dos golpes em determinadas ocasiões.

Desta forma, Thurman chega como favorito, pagando R$ 1,44 - embora sua última luta contra Shawn Porter em julho passado também deixou certa dúvida de suas condições. O americano teve dificuldades de afastar o rival e poderia ter sido derrotado se o adversário tivesse trabalhado um pouco melhor a guarda. Para este desafio, vai enfrentar uma “pedreira” com a velocidade e força de Garcia.

Outro ponto que deixa Thurman em uma desvantagem é ter encarado menos nomes de peso que o oponente deste fim de semana. Garcia tem no seu currículo diversas lutas contra pugilistas de duas ou no máximo três reveses na carreira, enquanto Keith encarou alguns nomes sem tanto prestigio - e quando o fez, acabou precisando da decisão dos juízes para vencer. Seu último bom nocaute contra um rival com um histórico melhor foi em julho de 2013. Depois disso ainda derrotou Jesus Soto Karass desta mesma forma, mas o mexicano já havia acumulado oito reveses. Desta forma, confiando em Thurman, pode investir que seu resultado vem através dos pontos, que garante R$ 0,96 a mais.

Garcia tenta nocautear

Com três nocautes nas últimas cinco partidas, Garcia corre por fora no combate, mas caso consiga surpreender, vai ser derrubando. Pelo seu histórico, a maior possibilidade é nos três rounds finais; e o retorno para isso é excelente, de R$ 21,00. Porém, caso queira ser cauteloso, pode investir que a queda ocorre em qualquer momento da luta, que fatura R$ 5,50.

Eggington e Malignaggi também decidem título

O sábado ainda traz outra disputa de cinturão, mas na O2 Arena, em Londres. É uma oportunidade ainda melhor para faturar, pois Sam Eggington chega com boa vantagem e garante R$ 1,44 por cada real por uma vitória. O britânico vem com 19 vitórias e apenas três derrotas na carreira, enquanto seu oponente, o americano Paul Malignaggi perdeu este mesmo número de vezes nas últimas sete vezes que subiu ao ringue – no total são sete reveses em 43 lutas. Além disso, com nocautes em suas duas exibições recentes, a chance de Egginton repetir a façanha é considerável, portanto pode investir que o triunfo ocorrerá até o decimo assalto, que fatura R$ 3,50 / R$ 1,00. Correndo por fora, Malignaggi oferece R$ 2,75 por uma surpresa.

Outras lutas para ficar de olho

Invicto após 14 lutas, Ohara Davies tem tudo para aumentar sua conta diante de Derry Mathews. Com tamanho favoritismo, o retorno é pequeno, de R$ 1,14 em cada real, mas é garantido. O adversário amarga duas derrotas consecutivas e seu histórico deixa muito a desejar, com 11 reveses e dois empates em 51 lutas. Com isso, chega como uma zebraça, oferecendo R$ 5,50. Porém, se quiser ser audacioso, é bem melhor investir que Davies fatura até o oitavo round, pois isso garante o dobro do valor aplicado.

Em outra luta no mesmo dia, o lucro também pode ser bem interessante. Mais cotado, David Haye dá R$ 1,14 por cada real para superar Tony Bellew. Porém, o britânico de Liverpool não é um boxeador a ser descartado facilmente. O lutador não perde desde novembro de 2013, acumulando oito vitórias seguidas depois disso, sendo que cinco por nocaute. Com este histórico de respeito e pagando R$ 5,50 por real investido, passa a ser uma excelente opção para o fim de semana.

Comments