Melhores Sites De Apostas

Agora é mata-mata! Brasil quer evitar a zebra colombiana e avançar no futebol masculino

Antes de a bola rolar nos Jogos Olímpicos do Rio 2016, quatro seleções do futebol masculino eram apontadas como favoritas nas casas de aposta: Brasil, Argentina, Alemanha e México, respectivamente. Dessas equipes, apenas brasileiros e alemães avançaram à fase de quartas de final - e com mais emoção do que o normal. Os argentinos e os mexicanos são os dois últimos campeões olímpicos e sequer disputarão o mata-mata. Prova que os azarões estão passeando em solo brasileiro! Vale a pena ficar ligado nos quatro duelos válidos pelas quartas de final neste sábado (13) e, quem sabe, faturar com as zebras que podem aparecer.

A principal delas possui as cores amarela, vermelha e azul e mora bem próxima ao nosso país. Segundo dados da www.oddsshark.com/br, o maior azarão nessa fase do torneio é a seleção da Colômbia, que encara o Brasil na Arena Corinthians às 22h. O time sul-americano avançou em segundo no Grupo B e entra como franco-atirador em São Paulo. A vitória colombiana possui o maior odd de todos os quatro jogos segundo a Odds Shark: R$6,50 a cada real investido! Um empate mais do que quadruplica o montante inicial! Se África do Sul e Iraque conseguiram, por que não?

Depende de qual Brasil estará em campo na noite de sábado (13) em Itaquera. Ao contrário de alguns veículos de mídia, aqui não se coloca em cheque a vontade dos garotos brasileiros nos dois primeiros vexames - quem mostra nervosismo em excesso é porque quer algo até demais. A discussão vai além do campo emocional e chega a um ponto fundamental: posse de bola.

A seleção entrou nos dois primeiros jogos com aquele apetite de resolver logo e verticalizou demais as jogadas - investindo na velocidade de seus jovens atacantes. Bastaram dois empates lamentáveis para ver que isso não estava dando resultado. Apesar de um posicionamento longe do ideal taticamente, com as linhas bem espaçadas, a seleção brasileira colocou a bola no chão contra a Dinamarca e viu os espaços aparecerem. E com um mínimo de organização e posse de bola, os talentos se sobressaem.

A entrada de Luan na equipe foi fundamental nesse processo - mais aplicado taticamente do que o letárgico Felipe Anderson. Certamente o atacante do Grêmio cavou sua vaguinha de titular. A única grande dúvida passa pela presença de Neymar: a estrela do Barcelona torceu o tornozelo e desembarcou em São Paulo mancando. Thiago Maia retorna de suspensão e deve voltar ao time pelo meio - apesar da grande atuação de Wallace contra os dinamarqueses.  Um triunfo brasileiro é um investimento de baixo risco: R$1,50 a cada real segundo o Odds Shark.

Se passar pela Colômbia, o Brasil encara o vencedor entre Coreia do Sul e Honduras - o confronto mais inusitado das quartas de final. Os Coreanos mostraram bons momentos na competição, especialmente defensivos, venceram o confronto direto contra o México por 1 a 0 e garantiram a tão sonhada vaga. Fizeram um duelo parelho contra a Alemanha e chegam como favoritos na partida que acontece no Mineirão às 19h. A vitória coreana tem o odd de 1,97, segundo a Odds Shark.

Os asiáticos encaram um time de Honduras com absolutamente nada a perder. Assim como fez na última Copa do Mundo, sob o comando da Costa Rica na ocasião, o técnico Jorge Luis Pinto conseguiu classificar o inexpressivo time hondurenho em um grupo muito complicado. A partir de agora, o que vier é lucro. Um triunfo do time caribenho quadruplica o investimento inicial e vai fazer a alegria de muita gente mundo afora! Vai, Honduras!

Choque de estilos no clássico europeu

Portugal e Alemanha se enfrentam em Brasília às 13h em um dos duelos mais interessantes até então. Será o embate entre a forte escola ofensiva alemã contra a mentalidade defensiva e precavida dos portugueses - algo muito similar ao que a seleção principal fez na conquista da Eurocopa, há um mês. Após dois empates - assim como o Brasil - a Alemanha tirou a barriga da miséria a garantiu a classificação após um placar de 10 a 0 contra a fraquíssima seleção de Fiji. Massacre que dá aos alemães um favoritismo no confronto das quartas: R$2,36 para cada real investido.

Apesar de azarões no duelo, fique de olho nos portugueses. Os Lusos fizeram uma primeira fase muito boa e passaram em primeiro no Grupo C - eliminando a Argentina de Calleri. Vale muito o investimento em Portugal! Fique de olho! Uma vitória portuguesa triplica a quantia inicial - dez reais se transformam em 30. Chance de engordar o porquinho! Será extremamente difícil para os alemães furar a forte defesa portuguesa.

Quem passar desse embate encara o vencedor de Nigéria e Dinamarca - que se enfrentam às 16h na Arena Fonte Nova, em Salvador. O time africano é uma das gratas surpresas do torneio e chega com força para a disputa de uma hipotética final contra a seleção brasileira (lembram do Kanu em 1996?). Os nigerianos liderados pelo atacante Mikel são favoritos no confronto: odd de 1,59 - de baixo risco. Os que gostam de arriscar um pouco podem investir na Dinamarca: um triunfo viking na Bahia paga R$5,83 a cada real! Salvador ia ficar pequena para tanta festa!

Comments