Melhores Sites De Apostas

Ouros no vôlei garantem até 80% de lucro

As decisões do vôlei foram apenas no último fim de semana dos Jogos Olímpicos, mas a espera valeu a pena. A vitória do Brasil no masculino pagou 40% de lucro, enquanto o triunfo das chinesas no feminino garantiu 83%, de acordo com estatísticas do Oddsshark.com/br. As disputas do bronze também deram bom retorno: pagaram entre R$ 0,25 e R$ 0,40 em cima de cada real investido

Brasil volta a ganhar o ouro no masculino

Disputando sua quarta final consecutiva em Jogos Olímpicos, a seleção brasileira se impôs e fez uma partida espetacular diante dos fortes italianos. A última medalha de ouro do Brasil veio com uma vitória por três sets a 0, com parciais de 25-22, 28-26 e 26-24. O triunfo pagou R$ 1,40 por cada real, mas quem acreditava que a vitória seria por 3 a 0 faturou 3,50.

Um dos principais nomes da campanha, o oposto Wallace voltou a ter grande atuação e foi o maior pontuador do jogo, com 20 pontos. Do lado dos italianos, o destaque foi Ivan Zaytsev, que anotou 17.

A final demonstrou a força do Brasil para se recuperar de uma péssima fase de grupos e para superar as derrotas nas decisões de Pequim, em 2008, e Londres, em 2012. Além disso, o time ainda teve que lidar com as lesões de Lipe e Lucarelli, que fizeram uma boa partida apesar das limitações físicas.

Lucarelli inclusive fez aces importantíssimos no primeiro set. Já Lipe, assim como Wallace, brilhou nos contra-ataques. Para fechar a primeira parcial em 25/22, o Brasil ainda contou com o alto número de erros dos italianos - foram 10 no total.

O set seguinte começou aparentando que seria bem mais difícil, e foi. A Itália abriu 4 a 1 e após muitas trocas de pontos, os europeus chegaram na reta final ainda na frente, vencendo por 21 a 20. Porém, o Brasil reagiu, virou o jogo e fechou em 28 a 26.

No último set, mesmo pressionada, a Itália forçou o saque, mas enfrentou Bruninho e Lipe inspirados na defesa, que ajudaram o Brasil a vencer mais um set equilibrado, dessa vez por 26 a 24.

Os italianos continuam sem o título desta competição, já que em Atenas 2004 também perderam para os brasileiros. Já o Brasil chega ao tricampeonato olímpico: campeão em Barcelona, 1992, Atenas, 2004 e agora, em casa.
 

No duelo do bronze, Estados Unidos e Rússia protagonizaram uma belíssima partida. Os europeus saíram vencendo as duas parciais iniciais, mas os americanos reagiram e viraram a partida para 3 sets a 2 (parciais de 23-25, 21-25, 25-19, 25-19 e 15-13). A vitória pagou R$ 1,40 por cada real, mas quem investiu que o jogo iria para o quinto set recebeu R$ 3,15.

Os maiores anotadores foram Matthew Anderson, com 21 e Priddy, com 18. Entre os russos, com 14 bolas cada, aparecem BakunVolvich Kliuka. Esta foi a quarta medalha olímpica dos Estados Unidos.

Vilã do Brasil, China fatura o ouro

O maior retorno financeiro da fase final do vôlei ficou por conta do time feminino da China. A equipe derrotou a Sérvia por 3 a 1, com parciais de 19-25, 25-17, 25-22 e 25-23. O triunfo pagou R$ 1,83 para cada real investido, já quem investiu no placar faturou R$ 4,75. A Sérvia, que chegava pela primeira vez a uma final, até começou bem e venceu o primeiro set, mas não conseguiu segurar a ponteira Zhu, que foi a maior pontuadora do jogo, com 25 pontos. Do lado da Sérvia, os destaques foram a oposto Boskovic, com 22 e a central Milena Rasic, que fez 16.

Este foi o tricampeonato olímpico das chinesas, que já haviam faturado o ouro nas edições de 1984, em Los Angeles e 2004, em Atenas. Já a Sérvia conquistou sua primeira medalha de prata no feminino.

O bronze ficou com os Estados Unidos, que derrotaram a Holanda por 3 sets a 1, com parciais de 25-23, 25-27, 25-22 e 25-19. O triunfo das americanas na disputa do terceiro lugar garantiu R$ 1,25 por cada real investido. Quem acreditou no resultado de 3 a 1 faturou R$ 3,25. A vitória se deve muito a atuação inspirada de Kimberly Hill, que foi a maior anotadora da partida, com 19 pontos. Outro destaque foi Foluke Akinradewo, com 16. Do lado das holandesas, Sloetjes e Anne Buijs com 15 pontos cada, foram as principais pontuadoras.

Esta foi a quinta medalha olímpica das americanas, que já haviam conquistado três pratas (Los Angeles 1984, Pequim 2008 e Londres 2012) e um bronze em Barcelona (1992).

Comments