Melhores Sites De Apostas
*Termos e condições se aplicam a todos os bônus oferecidos neste website. Visite a operadora para mais detalhes.

Colômbia na Copa do Mundo

Colocar dinheiro na Colômbia durante a Copa do Mundo da Rússia pode ser uma boa opção, especialmente, se a seleção conseguir igualar ou melhorar o seu desempenho de quatro anos atrás.

A Colômbia teve sua melhor performance na Copa do Mundo no Brasil, em 2014, quando ficou invicta na fase de grupos, com apenas dois gols sofridos, e conseguiu avançar para as quartas de final. James Rodríguez, um possível vencedor da Chuteira de Ouro, levou sua equipe nas costas e será mais uma vez a estrela.

James terminou com seis gols, incluindo dois nas oitavas de final – jogo em que sua equipe despachou o rival Uruguai, que não estava nada bem depois da mordida infame de Luis Suárez em um jogador italiano – e um nas quartas. A seleção colombiana, no entanto, perdeu essa última disputa, por 2 a 1, para o Brasil. A partida marcou a nossa melhor atuação na Copa, apesar do episódio que tirou Neymar do torneio.    

Confira a prévia de apostas na Colômbia, com opções lucrativas em diversos setores, principalmente, agora, que o país conta com a experiência necessária para ir até mais longe na Rússia. No Oddsshark, você ainda encontra mais odds, prognósticos, análises, para a Copa do Mundo e as casas de apostas esportivas para jogar.

Aposte na Copa do Mundo aqui

Odds da Colômbia para ganhar a Copa do Mundo: R$ 41

O Bodog está oferecendo R$ 41 para um, caso a Colômbia saia da Rússia como campeã da Copa do Mundo da FIFA. Embora a seleção tenha jogadores de qualidade como James Rodríguez, Radamel Falcao, Davinson Sánchez e Juan Cuadrado, seu caminho para a final quase certamente passará pela Alemanha, que está determinada a defender seu título com um dos melhores elencos de sua história.

O fato de nenhuma seleção sul-americana ter conquistado uma Copa do Mundo em solo europeu, desde 1958 - quando o Brasil venceu na Suécia contra a anfitriã da casa -,  também é um fator de peso.

Odds para ganhar o Grupo H: R$ 2,25

A Colômbia, no entanto, é a favorita para ganhar no Grupo H. Também de acordo com o Bodog, os odds são de R$ 2,25 para um. Já os do Japão são de R$ 8 para um, os do Senegal, de R$ 6 para um e os da Polônia, de R$ 2,75 para um. A margem de lucro nos colombianos parece bastante atraente, mas também mostra como será difícil a competição no Grupo H.

A Polônia deve ser a adversária mais dura para Los Cafeteros na rodada de abertura. Robert Lewandowski e companhia ganharam com facilidade a liderança do Grupo E, que poderia ser descrito como um dos mais fracos das eliminatórias da Copa na Europa. A seleção, contudo, perdeu pontos contra Cazaquistão, no empate por 2 a 2, e sofreu uma goleada de 4 a 0 da Dinamarca.

Já o Senegal ficou invicto em seu grupo nas eliminatórias na África, sofrendo apenas três gols em seis jogos. A seleção, porém, dependerá das atuações Sadio Mané, do Liverpool, e de Kalidou Koulibaly, do Napoli, para conquistar os pontos dos colombianos.

De todos os adversários da primeira etapa, o Japão parece ser o mais fácil para a Colômbia, pois a equipe venceu, por 4 a 1, os asiáticos na fase de grupos da Copa do Mundo de 2014. Confira os odds dos outros grupos no Oddsshark.

As melhores apostas da Colômbia na Copa

Quem for apostar na Colômbia como vencedora do Grupo H tem a possibilidade de ir além e desembolsar ainda mais com os investimentos alternativos, os chamados props. Pode-se apostar em Los Cafeteros para terminar em primeiro, e na Polônia em segundo, por exemplo. Os odds para essa opção estão pagando R$ 4 para um.

Além disso, se a Colômbia ganhar em seu grupo, provavelmente, enfrentará Harry Kane e a sempre presente Inglaterra, nas oitavas de final. Um triunfo nesse confronto os levaria às quartas, o que pagaria R$ 2,85 para um.

Fique de olho em James Rodríguez

Os apostadores que quiserem jogar no melhor artilheiro da Copa do Mundo de 2018 podem ficar de olho em James Rodríguez, ganhador da Chuteira de Ouro de 2014. Uma nova conquista pagaria R$ 51, no Bodog. O valor é fenomenal.

Caso a equipe de James vença seu grupo, provavelmente, enfrentará a Inglaterra nas oitavas de final, dando a ele a oportunidade de marcar em pelo menos cinco jogos. Será um feito e tanto se o jogador conseguir igualar os seis gols que fez há quatro anos. Até porque, nunca um futebolista ganhou a Chuteira de Ouro consecutivamente.

Em todas as Copas desde 1978 – exceto a 2002, quando Ronaldo Fenômeno fez 8 – o padrão para ganhar o prêmio tem sido de seis gols ou menos.

A jornada até a Rússia

A América do Sul é uma das regiões mais difíceis do mundo para avançar nas eliminatórias da Copa. Com gigantes como o Brasil, a Argentina e o Uruguai, combinados com times de qualidade como Chile, Peru e Equador, o caminho da Colômbia sempre foi repleto de desafios.

Na última rodada de uma tumultuada campanha classificatória, os colombianos começaram liderando, por 1 a 0, contra o Peru, depois de um gol de Rodríguez aos 10 minutos do segundo tempo. Um total de três pontos teria solidificado a qualificação automática de Los Cafeteros acima da Argentina na tabela.

Um gol contra do goleiro David Ospina, após a cobrança de falta de Guerrero, contudo, foi o suficiente para ver os pontos se dividirem com o Peru. A Copa quase escapou por um triz.

O grande medo da Colômbia era perder a vaga para os chilenos, que tinham o mesmo número de pontos. O destino da seleção, então, estava na mão dos brasileiros já qualificados, que enfrentavam o La Roja no mesmo horário. Por sorte, o Brasil esmagou, por de 3 a 0, o CHI-CHI-LE-LE, em São Paulo, definindo para valer o seu domínio no grupo da Conmebol e carimbando o passaporte da Colômbia rumo à Rússia.

Aposte na Copa do Mundo aqui

Comments